segunda-feira, 31 de dezembro de 2007

O que eu adoro em ti...

(Poema do qual o ator LIMA DUARTE declamou um trecho para a atriz REGINA DUARTE no DOMINGÃO DO FAUSTÃO.)

O que eu adoro em ti
Não é sua beleza
A beleza é em nós que existe
A beleza é um conceito
E a beleza é triste
Não é triste em si
Mas pelo que há nela
De fragilidade e incerteza

O que eu adoro em ti
Não é a tua inteligência
Mas é o espírito sutil
Tão ágil e tão luminoso
Ave solta no céu matinal da montanha
Nem é tua ciência
Do coração dos homens e das coisas

O que eu adoro em ti
Não é a tua graça musical
Sucessiva e renovada a cada momento
Graça aérea como teu próprio momento
Graça que perturba e que satisfaz

(...)

O que eu adoro em tua natureza
Não é o profundo instinto matinal
Em teu flanco aberto como uma ferida
Nem a tua pureza. Nem a tua impureza

O que adoro em ti lastima-me e consola-me
O que eu adoro em ti é A VIDA !!!

Fragmento de Manoel Bandeira in: MADRIGAL MELANCÓLICA

domingo, 30 de dezembro de 2007

Colírio !!!

Além de ser
uma ótima
atriz...
é linda !!!
(Juliana Knust)

Meus Desejos Para 2008 !!!












Enquanto uns querem barulho
Eu quero silêncio

Enquanto uns querem tumulto
Eu quero sossego

Enquanto uns querem tudo
Eu quero o necessário

Enquanto uns querem estar lá
Eu quero estar aqui

Enquanto uns querem felicidade
Eu quero paz

(Djavan Anterio)

quarta-feira, 26 de dezembro de 2007

Morro E Não Vejo Tudo

Deu no G1

Pesquisadora pede laudo psicológico de minhocas que trabalham em privada

O inventor neozelandês Coll Bell viu-se enrolado (trocadilho infeliz) em uma polêmica depois de apresentar sua nova criação: o vaso sanitário equipado com uma colônia de minhocas.

O objetivo dos vermes (minhocas vermelhas da Califórnia) no sistema é decompor os dejetos humanos, deixando passar apenas a água - que é filtrada e encaminhada até trincheiras subterrâneas. A privada foi apresentada como uma alternativa às fossas sépticas.

Mas logo começou a chiadeira. E ela não partiu de usuários enojados com a presença das minhocas - gosmentas e com cheiro de alho. Segundo o jornal Sunday Star Times, uma pesquisadora ficou preocupada com o possível "impacto mental" que esse trabalho sujo pudesse acarretar nos anelídeos e exigiu que Coll Bell apresentasse um relatório de especialistas mostrando que os bichos não estavam estressados ou traumatizados. Até o Conselho Regional de Auckland se manifestou.

"Ela achou que as minhocas estavam sendo mal-tratadas ao ter que lidar com fezes humanas, e que isso poderia afetá-las psicologicamente", afirmou Bell ao jornal.

"Eu disse: 'Bem, o que posso fazer sobre isso?', e ela respondeu: 'Você deve encontrar alguém com as qualificações necessárias que diga que as minhocas estão felizes'."

O inventor finalmente encontrou uma pessoa qualificada. Ele submeteu suas "colegas de trabalho" à análise da consultora de vermicultura Patricia Naidu. Para seu alívio, Patricia concluiu que as minhocas da privada estão em excelente estado de saúde. E muito felizes.

terça-feira, 25 de dezembro de 2007

Sabedoria Mineira

Propõe isso a teu vizinho,
ao condutor do teu bonde,
a todas as criaturas
que são inúteis e existem, propõe
ao homem de óculos
e à mulher da trouxa de roupa.
Dize a todos: Meus irmãos,
não quereis ser pornográficos?

(Fragmento do poema EM FACE DOS ÚLTIMOS ACONTECIMENTOS de Carlos Drummond de Andrade)

Os Ombros Suportam o Mundo

Chega um tempo em que não se diz mais: meu Deus.
Tempo de absoluta depuração.
Tempo em que não se diz mais: meu amor.
Porque o amor resultou inútil.
E os olhos não choram.
E as mãos tecem apenas o rude trabalho.
E o coração está seco.

Em vão mulheres batem à porta, não abrirás.
Ficaste sozinho, a luz apagou-se,
mas na sombra teus olhos resplandecem enormes.
És todo certeza, já não sabes sofrer.
E nada esperas de teus amigos.

Pouco importa venha a velhice, que é a velhice?
Teu ombros suportam o mundo
e ele não pesa mais que a mão de uma criança.
As guerras, as fomes, as discussões dentro dos edifícios
provam apenas que a vida prossegue
e nem todos se libertaram ainda.
Alguns, achando bárbaro o espetáculo,
prefeririam (os delicados) morrer.
Chegou um tempo em que não adianta morrer.
Chegou um tempo em que a vida é uma ordem.
A vida apenas, sem mistificação.

(Carlos Drummond de Andrade)

Clima de Natal !!!




















(foto: GUILHERME MENEZES)

Um conto de Natal

O HOMEM QUE ESPALHOU O DESERTO
Quando menino, costumava apanhar a tesoura da mãe e ia para o quintal, cortando as folhas das árvores. Havia mangueiras, abacateiros, ameixeiras, pessegueiros e até mesmo jabuticabeiras. Um quintal enorme, que parecia uma chácara e onde o menino passava o dia cortando folhas. A mãe gostava, assim ele não ia para a rua, não andava em más companhias. E sempre que o menino apanhava o seu caminhão de madeira (naquele tempo, ainda não havia os caminhões de plástico, felizmente) e cruzava o portão, a mãe corria com a tesoura: tome, filhinho, venha a brincar com as suas folhas. Ele voltava e cortava. As árvores levavam vantagem, porque eram imensas e o menino pequeno. O seu trabalho rendia a pouco, apesar do dia-a-dia, constante de manhã à noite.

Mas o menino cresceu, e ganhou tesouras maiores. Parecia determinado, a medida que o tempo passava, a acabar com as folhas todas. Dominado por uma estranha impulsão, ele não queria ir a escola, não queria ir ao cinema, não tinha namoradas ou amigos. Apenas tesouras, das mais diversas qualidades e tipos. Dormia com elas no quarto. À noite, com uma pedra de amolar, afiava bem os cortes, preparando-as para as tarefas do dia seguinte. Às vezes, deixava aberta janela, para que o luar brilhasse nas tesouras polidas.

A mãe muito contente, apesar de o filho detestar a escola e ir mal nas letras. Todavia era um menino comportado, não saia de casa, não andava em más companhias, não se embriagava aos sábados como os outros meninos do quarteirão, não freqüentava ruas suspeitas onde mulheres pintadas exageradamente se postavam às janelas, chamando os incautos. Seu único prazeres e eram as tesouras e o corte das folhas.

Só que, agora, ele era maior e as árvores começaram a perder. Ele demorou apenas uma semana para limpar a jabuticabeira. Quinze dias para a mangueira menor e vinte e cinco para a maior. Quarenta dias para o abacateiro que era imenso, tinha mais de cinqüenta anos. E seis meses depois quando concluiu, já jabuticabeira tinha novas folhas, e ele precisou recomeçar.

Certa noite, regressando do quintal agora silencioso porque o desmatamento das árvores tinha afugentado pássaros e destruído ninhos, ele concluiu que de nada adiantaria podar as folhas. Ela se recomporiam sempre. É uma capacidade da natureza, morrer e reviver.

Como seu cérebro era diminuto, ele demorou meses para encontrar a solução: um machado.

Na terça-feira, bem cedo, que não era de perder tempo, começou a derrubada do abacateiro. Levou dez dias, por que não estava habituado a manejar machados, as mãos calejaram, sangraram. Adquirida a prática, limpou quintal e descansou aliviado.

Mas insatisfeito, que agora passava os dias a olhar aquela desolação, ele saiu de machado em punho, para os arredores da cidade. Onde encontrava árvore, capões, matos atacava, limpava, deixava os montes de lenhas arrumadinhos para quem quisesse se servir. Os donos dos terrenos dos terrenos não se importavam, estavam em vias de vendê-los para fábricas de imobiliárias e precisavam de tudo limpo.

E o homem do machado descobriu que podia ganhar a vida com seu instrumento. Onde quer que precisassem derrubar árvores, ele era chamado. Não parava. Contratou uma secretária para organizar uma agenda. Depois, auxiliares. Montou uma companhia, construiu edifícios para guardar seus machados, abrigar seus operários desvastadores. Importou tratores e máquinas especializados do estrangeiro. Mandou assistentes fazerem cursos nos Estados Unidos e Europa. Eles voltaram peritos de primeira linha. E trabalhavam e derrubavam. Foram ao do sul ao norte, não deixando nada em pé.

Onde quer que houvesse uma folha verde, lá estava uma tesoura, machado, um aparelho eletrônico para arrasar. Enquanto ele ficava milionário, o país se transformava num deserto, terra calcinada. E então, o governo, para remediar, mandou buscar em Israel técnicos especializados em tornar férteis as terras do deserto. E os homens mandaram plantar árvores. E enquanto as árvores eram plantadas, o homem do machado ensina ao filho a sua profissão.

(Ignácio de Loyola Brandão)

2008

"...Abri os olhos, não consigo mais fechar. Assisto em silêncio, até o quê eu não quero enxergar..."

domingo, 16 de dezembro de 2007

O tempo não para___cazuza

"...eu vejo o futuro repetir o passado, eu vejo um museu de grandes novidades. O tempo não para!"

terça-feira, 11 de dezembro de 2007

Velhos E Jovens ____adriana calcanhotto

Antes de mim vieram os velhos
Os jovens vieram depois de mim
E estamos todos aqui
No meio do caminho dessa vida
Vinda antes de nós
E estamos todos a sós
No meio do caminho dessa vida
E estamos todos no meio
Quem chegou e quem faz tempo que veio
Ninguém no início ou no fim
Antes de mim
Vieram os velhos
Os jovens vieram depois de mim
E estamos todos aí

terça-feira, 4 de dezembro de 2007

Preto & Branco


Manchetes do Corinthians em 2008

do blog do Rigon

Maio/2008
Timão estréia com otimismo na série B.
Derrota em casa na estréia não desanima, diz Geninho .
Empate heróico com Moto Clube motiva jogadores.
Corinthians perde para o Ituano no Pacaembu.

Junho/2008
Contra o São Raimundo é tudo ou nada.
Geninho cai após derrota em Manaus.
Felipe reclama dos companheiros.
Betão pede respeito com a camisa do Timão.
Timão é goleado em Florianópolis, Avai jogou com 9.

Agosto/2008
Candinho assume no Parque.
O Paraná Clube quer aproveitar o mau momento do Timão.
Após derrota, Corinthians é lanterna.
Corinthians vence a primeira em Caxias.
Gustavo Neri afirma que agora vai.
Everton Santos ansioso para o clássico de terça à noite.

Setembro/2008
Com ajuda do juiz, Timão vence o Marília.
Brasiliense complica e Corinthians perde mais uma.
Candinho ameaçado. Kalunga (que voltou) promete Felipão.
Candinho pede demissão e assume Luis Carlos Ferreira.
Moradei será o capitão contra Sport Recife.
Zelão faz contra e é demitido após nova derrota.
Luis Carlos Ferreira deixa o Corinthians.
Corinthians teria sondado Luxemburgo.

Outubro/2008
Pitú assume como técnico interino.
Vampeta tem moral com a torcida, diz Pitú.
Corinthians vence de virada e dá show em Alagoas.
Andres Sanches diz: Pitú é o melhor técnico do Brasil.
Com gol no finalzinho, ABC bate timão.
Pitú cai e Timão fica sem técnico.
Corinthians faz proposta oficial a Oswaldo de Oliveira.
Oswaldo prefere ficar no Bangu.
Oswaldo justifica: Não posso regredir!

Novembro/2008
Andres Sanches promete: "2009 será diferente!"
Corinthians perde no ABC e torcida intercepta ônibus do time.
Tiãozinho (ex-técnico do URT/MG) fala em poupar jogadores contra o Timão.
Andres Sanches critica Dunga por não convocar Finazzi.
Marinho garante: Não seremos rebaixados.
Finazzi volta a ser titular, em Goiás, contra o Vila Nova.
Vila Nova faz 4 a 0, com 3 gols de Túlio Maravilha.
América vence o Corinthians na Fazendinha por 4 a 1.

Dezembro/2008
Ninguém sabe onde está Andres Sanches.
Corinthians pára as atividades por falta de água no Parque.
PCC faz rebelião nos presídios após rebaixamento.
Vampeta pede calma à Fiel Torcida.
Paulista e Guarani sobem para a Série B. Corinthians cai para a Série C.
Supermercado Do Bairro será patrocinador da nova camisa.
Andres Sanches anuncia Rincon como técnico para o ano que vem.

Igreja é obrigada a devolver carro

Do blog do Edson Lima


A Igreja Universal do Reino de Deus foi condenada a pagar indenização por danos morais e a devolver o carro de uma fiel que, fragilizada com a perda do marido e com o pedido da filha, fez a doação à igreja.

A determinação é do juiz Jeová Sardinha de Moraes, da 7ª Vara Cível de Goiânia. Cabe recurso.

Na ação, a autora alegou que sofreu pressão de representantes do templo que freqüentava e sua filha a convenceu a doar o carro com a promessa de receber em dobro.

Ao perceber o erro e tentar reaver o veículo, a viúva foi maltratada, agredida fisicamente e exposta à humilhação por integrantes da igreja.

domingo, 2 de dezembro de 2007

A Doida e o Tínene

2008 será o melhor ano da minha vida!!!

IMAGINA PELO MENOS 1 ANO INTEIRO TIRANDO ONDA DOS CORINTHIANOS...

Mercedes Sosa

...tive que interromper a feitura do almoço e vir postar...é que estou ouvindo uma seleção da Mercedes Sosa no Windows Media Player...que maravilha de voz...

depois do almoço vou postar uma letra traduzida....

_________________________________________
Gracias A La Vida (mercedes sosa)
Composição: Violeta Parra - Tradução Maria Teresa Almeida Pina


Gracias a la vida que me ha dado tanto
Obrigada à vida que me deu tanto

Me dio dos luceros que cuando los abro
Deu-me dois olhos que quando os abro

Perfecto distingo lo negro del blanco
perfeito distingo o preto do branco

Y en el alto cielo su fondo estrellado
no alto céu seu fundo estrelado

Y en las multitudes el mujer que yo amo
e nas multidões a mulher que eu amo.


Gracias a la vida que me ha dado tanto
Obrigada à vida que me deu tanto

Me ha dado el oído que en todo su ancho
Deu-me o ouvido que em toda sua extensão

Graba noche y día grillos y canarios
grava noite e dia grilos e canários

Martirios, turbinas, ladridos, chubascos
martelos, turbinas, latidos, chuvaradas

Y la voz tan tierna de mi bien amado
e a voz tão terna do meu bem amado


Gracias a la vida que me ha dado tanto
Obrigada à vida que me deu tanto

Me ha dado el sonido y el abecedario
Deu-me o som e o abecedário

Con él, las palabras que pienso y declaro
com ele as palavras que penso e declaro

Madre, amigo, hermano
"mãe, amigo, irmão"

Y luz alumbrando la ruta del alma del que estoy amando
e a luz, iluminando o rumo da alma do que estou amando


Gracias a la vida que me ha dado tanto
Obrigada à vida que me deu tanto

Me ha dado la marcha de mis pies cansados
Deu-me a marcha dos meus pés cansados

Con ellos anduve ciudades y charcos
com eles andei cidades e charcos

Playas y desiertos, montañas y llanos
praias e desertos, montanhas e planos

Y la casa tuya, tu calle y tu patio
tua casa, tua rua e teu pátio.


Gracias a la vida que me ha dado tanto
Obrigada à vida que me deu tanto

Me dio el corazón que agita su marco
Deu-me o coração que agita seu marco

Cuando miro el fruto del cerebro humano
quando olho o fruto do cérebro humano

Cuando miro el bueno tan lejos del malo
quando olho o bom tão longe do mal

Cuando miro el fondo de tus ojos claros
quando olho o fundo de teus olhos claros


Gracias a la vida que me ha dado tanto
Obrigada à vida que me deu tanto

Me ha dado la risa y me ha dado el llanto
Deu-me a risada e deu-me o pranto

Así yo distingo dicha de quebranto
assim distingo felicidade de fraqueza

Los dos materiales que forman mi canto
os dois materiais que formam meu canto

Y el canto de ustedes que es el mismo canto
o canto de todos que é mesmo canto

Y el canto de todos que es mi propio canto
o canto de todos que é meu próprio canto

Novo site abriga fotos tiradas em locais proibidos

da Folha de S.Paulo


Lançado há cerca de um mês, o site http://www.strictlynophotography.com/ reúne cerca 1.500 fotos tiradas em lugares proibidos, enviadas por usuários comuns, registrando coisas tão distintas quanto obras de Andy Warhol, um treinamento militar em Chiapas (México), um show de Bob Dylan ou o "Davi" de Michelangelo (foto).

"Não somos um site de paparazzi", disseram os criadores do Strictly No Photography (estritamente proibido fotografar).

A participação no site é aberta a qualquer pessoa e já há colaboradores registrados de diversos países, incluindo o Brasil. "Recebemos fotos de gente de Porto Alegre, Brasília, São Paulo e Rio. Queremos mais fotos do Brasil, o resto do mundo certamente quer vê-las."
Um dos brasileiros participantes --que usa o codinome jewbr (judeu br)-- enviou uma série que ganhou destaque no site, mostrando o checkpoint de Atarot, na fronteira entre Rammalah e Jerusalém.

Segundo os organizadores, não houve até agora ameaças de processo por parte dos fotografados. "Estudamos a fundo antes de criar o site, não estamos infringindo lei nenhuma."

sábado, 1 de dezembro de 2007

Organograma____muito bom


Flor____zingarah

"Gosto das coisas que apenas jazem, sem qualquer pretensão óbvia de serem diferentes do que são. Joguei um ramo de jasmim dentro de um copo com água. Assim, simplesmente, dentro de um copo americano. E ali ele jaz, abandonado à própria doçura, exalando sem pressa o que ele tem de melhor. Perfume de orvalho e pétala. O copo, a água cristalina, as folhas extremamente verdes. A pequena coroa branca desprendeu do cálice e navegou até à borda do possível, e agora talvez beije o vidro com seus lábios de cetim."

(texto completo)

Sou Jeca.....

Sempre usei o browser IE (do Bill...), mas me disseram que ele não é muito seguro e tal, daí comecei a usar o Avant, aki em casa e na Prefeitura, mas andei reparando que ele "some" com algumas coisas de algumas páginas, que quando eu abro essas mesmas páginas com outros browsers aparecem "coisas" que com o Avant não aparecem. Enfim, agora tô testando o tal do Firefox...vamos ver que bicho ki dá.

Se alguém tiver uma sugestão de browser.....posta aí....valeu.

sexta-feira, 30 de novembro de 2007

Mulher rachando a o Bolinha quase morrendo

Essa é pro Netinho...

PAPAI NOEL

Dica da Leila...

Que tal fazer algo diferente, este ano, no Natal? Sim ... Natal ... daqui a pouco ele chega ...
Que tal ir a uma agência dos Correios e pegar uma das 17 milhões de cartinhas de crianças pobres e ser o Papai ou Mamãe Noel delas?
É só pegar a carta e entregar o presente numa agência do correio até dia 20 de Dezembro.
O próprio correio se encarrega de fazer a entrega.

-DIVULGUEM PARA CONHECIDOS-

ATUALIZADO: Em Maringá as cartas estão disponíveis apenas na Agência Central dos Correios. Fui lá ontem com uns amigos da PMM, vamos rachar a compra de uma Bike para um menino. Mas é preciso tomar cuidado, tem muita cartinha que dá pra ver que foi escrita por adultos em nome das crianças, tem que ter paciência e filtrar bem.

quinta-feira, 29 de novembro de 2007

VÍRUS PETISTA.....

DEU NO CLÁUDIO HUMBERTO

O vírus pegou: Lula "não sabia" dos aloprados, a governadora Ana Júlia (PA) também "não sabia" da garota na cadeia com 20 homens, e agora o governador da Bahia, Jaques Wagner, "não sabia" que o estádio ia desabar.

quarta-feira, 28 de novembro de 2007

200 chibatadas____ruy castro
















Excelente artigo publicado por Ruy Castro em sua coluna na Folha de São Paulo (exclusivo para assinantes).
Acredito ser a descrição definitiva dessa barbaridade inexplicável que aconteceu na carceragem da delegacia de Abaetetuba, no Pará.


Em Qatif, Arábia Saudita, na semana passada, uma jovem de 18 anos foi condenada a seis meses de prisão e 200 chibatadas por ter sido estuprada por sete homens. Você não leu errado. Para o tribunal saudita, a culpa foi da própria moça, por ter ido se encontrar num shopping com um homem “que não era seu parente”.

Para nossa sensibilidade ocidental, uma história dessas remete a ritos medievais e inaceitáveis. Mas a desdita da garota de Qatif podia ser pior. E se ela tivesse que cumprir seus seis meses de prisão numa cela brasileira?

A sina da menor L., de 15 anos, presa durante 26 dias numa cela em Abaetetuba, 130 km de Belém, junto de 30 homens que a estupravam, provocou reações internacionais piores que o da garota saudita- pela dimensão da barbárie, ainda maior, e porque a Justiça brasileira, a quem cabia zelar pela integridade de uma adolescente sem culpa formada, fracassou miseravelmente.

Sem falar nos agravantes cruéis. Primeiro, L. foi jogada àqueles homens pela ação de uma delegada. A justiça paraense levou 15 dias para descobrir que a menina estava na cela, mas a juíza a quem se informou do caso não tomou medidas efetivas para tirá-la dali. Com a história definitivamente à tona, a governadora do Estado admitiu saber que aquele não era o primeiro caso do gênero no Pará – embora, pelo visto, ainda não tivese tomado providências para impedi-los de acontecer. Por sua vez, a titular de uma teórica Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres, com status de ministra, confessou que não sabia da existência desse problema em carceragens pelo país.

Poderiam ser homens os protagonistas dessa insensibilidade tão brasileira – geralmente são – e seria tão grave quanto. Só faltam agora condenar L. a 200 chibatadas.

terça-feira, 27 de novembro de 2007

ESSA LUA___marcos daniel

“Eu não devia te dizer,
mas essa lua,
esse conhaque,
deixam a gente comovido
como o diabo.”
(Carlos Drummond de Andrade)



Essa Lua me lembra um passado,
Uma noite, um presente.
Será que ele ainda está lá ?
Será que ela ainda está ?
Será ?

Já faz tanto tempo,
não, na verdade não faz tanto tempo assim,
mas o tempo é sempre suficiente,
é sempre preciso (exato),
mesmo quando ausente,
é uma ausência precisa (necessária);

Hoje é o amanhã de ontem,
até aí, nada de novo,
a novidade é essa repentina saudade,
na posta-restante,
uma saudade ponto-material,
uma saudade de dimensões desprezíveis;

Mentira,
Mentira de mim.

Aprimorando o inglês...KKKKKKKKK

sábado, 24 de novembro de 2007

NADA E COISA ALGUMA (Ro Druhens)

Esvaziou gavetas, rasgou cartas, destruiu lembranças. Arquivou mistérios. Afogou gemidos. Sufocou lágrimas. Algemou perdões. Desfez-se e se refez. Lembrou do vestido negro. Das sandálias altíssimas. Dos brincos que lhe faziam cócegas no pescoço. Do batom. Riscou os olhos com negros traços. Quantas mãos passaram por seu corpo. Quantas bocas promessas lhe fizeram. Quantas línguas sugaram seus orgasmos. Nada que preenchesse o vazio que era em torno dela, que era ela. Continente e conteúdo. Nada e coisa alguma. Passos trôpegos e madrugadas. Cambalhotas e piruetas. Tripas e coração. A história que esquecera secando no varal. A história que precisava ser passada a ferro. Desamassada. Engomada. Trancafiada, sem nódoas, no fundo do armário. Arrependimento e perdão. Quando fosse outono. Quem sabe. No redemoinho de folhas secas e o gosto doce de pêssego maduro. Mas era verão e suas tempestades. Cortou unhas e cabelos. Ensaiou gestos e esgares. Comeu ausência, vomitou saudade. Viu-se inseto. Sentiu-se réptil. Quis-se leoa. Revolveu a terra. Replantou um sonho. Provocou os anjos. Despertou os deuses. Exorcizou demônios. Dançou sobre os abismos. Mergulhou nos pântanos. Escalou as nuvens.

E, quando ele chegou, lhe abriu as pernas.

(Revista Malagueta - Edição #7 - 12/11/07)

sexta-feira, 23 de novembro de 2007

Coração Na Mão.......

"...quero
aprender
com meu
PEQUENO
grande
coração..."






Eu vejo que aprendi
O quanto te ensinei
E nos teus braços que ele vai saber
Não há por que voltar
Não penso em te seguir
Não quero mais a tua insensatez
O que fazes sem pensar aprendeste do olhar
E das palavras que guardei pra ti
Não penso em me vingar
Não sou assim
A tua insegurança era por mim
Não basta o compromisso
Vale mais o coração
Já que não me entendes
Não me julgues, não me tentes
O que sabes fazer agora
Veio tudo de nossas horas
Eu não minto, eu não sou assim
Ninguém sabia e ninguém viu
Que eu estava a teu lado então

(...)

O que fazes por sonhar
É o mundo que virá pra ti e para mim
Vamos descobrir o mundo juntos baby
Quero aprender com o teu pequeno grande coração
Meu amor, meu amor

(1º. DE JULHO - Renato Russo/Cassia Eller)

O Mestre e o Escorpião

"Não mude sua natureza se alguém te faz algum mal; apenas tome precauções."

"Um mestre do Oriente viu quando um escorpião estava se afogando e decidiu tirá-lo da agua, mas quando o fez, o escorpião o picou.

Pela reação de dor, o mestre o soltou e o animal caiu de novo na água e estava se afogando. O mestre tentou tirá-lo novamente e outra vez o animal o picou.

Alguém que estava observando se aproximou do mestre e lhe disse:
-Desculpe-me mas você é teimoso! Não entende que todas as vezes que tentar tirá-lo da água ele irá picá-lo?

O mestre respondeu:
-A natureza do escorpião é picar, e isto não vai mudar a minha, que é ajudar.

(Colaboração: Silvana Burgardt)

Computador Caseiro__KKKKKKKKKK


segunda-feira, 19 de novembro de 2007

Túnel do Tempo

Da esquerda para a direita: Fábio "Jacaré" Moraes, diretor do Actor Stúdio, Paulo Casagrande, que hoje é advogado, casado e mora fora do país, e Eu.

Salário em empresa chinesa será proporcional à altura

Deu aqui.
Uma empresa de exportação na cidade de Chongqing, no centro da China, lançou uma oferta de emprego na qual avisa que pagará a seus novos empregados segundo sua estatura, segundo informou hoje o jornal "Xin Jing Bao".

De acordo com o anúncio publicado na imprensa pela companhia, cujo nome não foi revelado, as empregadas que tiverem cerca de 1,60 metro de altura receberão salários de mil iuanes (US$ 130). Com cinco centímetros a mais, o pagamento subirá para 1.500 iuanes (US$ 200), próximo ao salário médio no país. Quem tiver 1,70 metro ganhará 2 mil iuanes (US$ 260).

A empresa exporta produtos plásticos e equipamentos para jardinagem, e procura novas empregadas que tenham uma "boa imagem".

Elas serão encarregadas de participar de negociações comerciais e assuntos relacionados com seus clientes estrangeiros.

"É um método eficiente para escolher as pessoas adequadas", disseram fontes da empresa.

domingo, 18 de novembro de 2007

sábado, 17 de novembro de 2007

Saudades Do Meu MatoGrossoDoSul Querido

Você sabe o que é uma Pandorga? Poço-Morto? Chipa? Cuchara?
Se você sabe, você é do Mato Grosso do Sul...

Stress No Trabalho ou Um Dia De Fúria

Cuidado...seu colega pode estar por um fio...

Os Riscos Da Leitura Dinâmica....KKKKKKK

sexta-feira, 16 de novembro de 2007

quinta-feira, 15 de novembro de 2007

Homenagem ao Netinho

"Já não me convém
o título de homem.
Meu nome novo é Coiso.
Eu sou o Coiso, coisamente"
(Carlos Drummond de Andrade)




Em minha calça está grudado um nome
Que não é meu de batismo ou de cartório
Um nome... estranho.
Meu blusão traz lembrete de bebida
Que jamais pus na boca, nessa vida,
Em minha camiseta, a marca de cigarro
Que não fumo, até hoje não fumei.
Minhas meias falam de produtos
Que nunca experimentei
Mas são comunicados a meus pés.
Meu tênis é proclama colorido
De alguma coisa não provada
Por este provador de longa idade.
Meu lenço, meu relógio, meu chaveiro,
Minha gravata e cinto e escova e pente,
Meu copo, minha xícara,
Minha toalha de banho e sabonete,
Meu isso, meu aquilo.
Desde a cabeça ao bico dos sapatos,
São mensagens,
Letras falantes,
Gritos visuais,
Ordens de uso, abuso, reincidências.
Costume, hábito, permência,
Indispensabilidade,
E fazem de mim homem-anúncio itinerante,
Escravo da matéria anunciada.

Estou, estou na moda.
É duro andar na moda, ainda que a moda
Seja negar minha identidade,
Trocá-la por mil, açambarcando
Todas as marcas registradas,
Todos os logotipos do mercado.
Com que inocência demito-me de ser
Eu que antes era e me sabia
Tão diverso de outros, tão mim mesmo,
Ser pensante sentinte e solitário
Com outros seres diversos e conscientes
De sua humana, invencível condição.
Agora sou anúncio
Ora vulgar ora bizarro.
Em língua nacional ou em qualquer língua
(Qualquer principalmente.)
E nisto me comparo, tiro glória
De minha anulação.
Não sou - vê lá - anúncio contratado.
Eu é que mimosamente pago
Para anunciar, para vender
Em bares festas praias pérgulas piscinas,
E bem à vista exibo esta etiqueta
Global no corpo que desiste
De ser veste e sandália de uma essência
Tão viva, independente,
Que moda ou suborno algum a compromete.

Onde terei jogado fora
Meu gosto e capacidade de escolher,
Minhas idiossincrasias tão pessoais,
Tão minhas que no rosto se espelhavam
E cada gesto, cada olhar
Cada vinco da roupa
Sou gravado de forma universal,
Saio da estamparia, não de casa,
Da vitrine me tiram, recolocam,
Objeto pulsante mas objeto
Que se oferece como signo dos outros
Objetos estáticos, tarifados.
Por me ostentar assim, tão orgulhoso
De ser não eu, mas artigo industrial,
Peço que meu nome retifiquem.
Já não me convém o título de homem.
Meu nome novo é Coisa.
Eu sou a Coisa, coisamente...

(EU ETIQUETA - Carlos Drummond de Andrade)

domingo, 11 de novembro de 2007

Homenagem ao Fabiano

Meu cunhado Fabiano (cunhado não é parente!!!) trabalha de Comissário de Bordo na Gol Linhas Aéreas. Muito linda essa propaganda.

sábado, 10 de novembro de 2007

TÁ QUASE...

...acho que esse fim-de-semana chegaremos aos 1000 acessos (contados a partir de 05 de setembro de 2007).

Manifestantes tiram a roupa em frente ao INSS

ISSO SIM É QUE É PROTESTO ! ! !

quinta-feira, 8 de novembro de 2007

UTENSÍLIO FUN-DA-MEN-TAL !!!









Comprei esse pente (?) porque tô tentando deixar meu cabelo crescer pra depois ver o que farei com ele grande. A Doida disse pra fazer tranças, talvez eu alise, talvez eu raspe de novo. Vamu vê...

O velho era porreta.

Meu avô Zezinho (pai da minha mãe) tinha uma oficina de ar-condicionado para carros. Na década de 70 era muito caro carro com ar-condicionado e meu avô, que morava no ensolarado e quente Rio de Janeiro-RJ, ganhava a vida refrescando o carro dos outros. Na verdade eu não me lembro de muitos detalhes, me lembro que ele trabalhava na garagem da casa dele, que ele tinha um quartinho no fundo da casa onde as ferramentas ficavam bem organizadas e onde criança não podia entrar e que ele tinha um Jipe bege e um SP2 (um carrinho baixinho), que ele tinha uma tartaruga, um coelho e um...papagaio (acho que tinha!?) e que ele fumava muito. Morreu disso e de desgosto por que fez campanha pro Collor e deu no que deu.
Mas a coisa que mais eu me lembro é que ele tinha um Trailer, mas eu lembro muito pouco do Trailer. O que eu lembro melhor é que meu avô, como hobby, construiu um Motorhome (foto de cima). Me lembro que ele construiu em cima do chassi de um caminhão GMC velho e lembro do entusiasmo dele quando ficou pronto, mas não me lembro desse Motorhome por dentro, talvez eu não tenha entrado nele.
Mas depois ele comprou o outro (foto de baixo), e desse eu me lembro melhor, lembro que, num fim-de-ano, fomos para o litoral do RJ, acho que na Região dos Lagos.
Tinha TV, cozinha (com pia, geladeira e fogão), banheiro (com chuveiro e sanitário), dois beliches e um quarto de casal no fundo. Lembro que ele rebocava o SP2 para poder dar voltinhas nas cidades onde ele parava.
Não sei bem ao certo que fim levaram os Motorhomes do meu avô, mas parece que foram vendidos. É uma pena, mas ficaram as fotos, as saudades e as lembranças desse neto.

Num vai dá nem nêga!!!

A casada mais bonita

Deu no blog do Edson Lima

Um promoter está estudando fazer o Concurso da Mais Bonita Mulher Casada de Maringá, há alguns anos ele fez o mesmo em Londrina e foi muito bom.

Será que os maringaenses vão permitir que suas mulheres participem?

Eu pessoalmente acho que se minha mulher entrar não tem pra ninguém!!!

quarta-feira, 7 de novembro de 2007

Eu morro e não vejo tudo...

Estudo indica que foto de Paris Hilton alivia dor de ratos

Cientistas (desocupados) da Universidade de San Diego afirmaram que uma foto de Paris Hilton teria a capacidade de aliviar a dor nos ratos do sexo masculino. O estudo foi apresentado durante um congresso da sociedade americana de Neurociências.
Os pesquisadores perceberam que, depois de uma injeção dolorosa, os ratos do sexo masculino passavam menos tempo lambendo a ferida (sinal utilizado para determinar a quantidade de dor provocada) se na gaiola houvesse uma foto da socialite.
O efeito, que desaparece se a foto é retirada, não foi notado nos ratos do sexo feminino. A pesquisa também concluiu que os ratos, após o "encontro" com Paris, apresentam níveis mais baixos de proteína na parte da medula espinhal responsável pela transmissão da dor.

terça-feira, 6 de novembro de 2007

As Voltas Que O Mundo Dá!!!


















Nada como um dia depois do outro...
Um dia: Lasanha...Outro dia: Ovo frito com arroz...

segunda-feira, 5 de novembro de 2007

Outra tirinha sobre blogueiros...

Eu morro e não vejo tudo!!!

Um FDP me mandou as fotos da menina MARCIA CONSTANTINO morta. A polícia esta atrás de quem divulgou as fotos na Net. O que leva uma pessoa a repassar esse tipo de coisa? Pior ainda é que eu fiquei sabendo de uma conhecida minha que tá atrás das fotos pra ver, diz que gosta de ver essas coisas. Como diria a Béba: Eu morro e não vejo tudo!!!
__________________________
Obs: Não adiante que eu não vou repassar. Já D-E-L-E-T-E-I ! ! !

A pedidos...


Estão reclamando que eu tirei a foto de quando eu era um bebê lindo do alto do Blog. Então tá aí.

QUEM TE VIU , QUEM TE VÊ_____chico buarque

Você era a mais bonita das cabrochas dessa ala
Você era a favorita onde eu era mestre-sala
Hoje a gente nem se fala mas a festa continua
Suas noites são de gala, nosso samba ainda é na rua

Hoje o samba saiu procurando você
Quem te viu, quem te vê
Quem não a conhece não pode mais ver pra crer
Quem jamais esquece não pode reconhecer

Quando o samba começava você era a mais brilhante
E se a gente se cansava você só seguia a diante
Hoje a gente anda distante do calor do seu gingado
Você só dá chá dançante onde eu não sou convidado

O meu samba assim marcava na cadência os seus passos
O meu sonho se embalava no carinho dos seus braços
Hoje de teimoso eu passo bem em frente ao seu portão
Pra lembrar que sobra espaço no barraco e no cordão

Todo ano eu lhe fazia uma cabrocha de alta classe
De dourado eu lhe vestia pra que o povo admirasse
Eu não sei bem com certeza porque foi que um belo dia
Quem brincava de princesa acostumou na fantasia

Hoje eu vou sambar na pista, você vai de galeria
Quero que você me assista na mais fina companhia
Se você sentir saudade por favor não de na vista
Bate palma com vontade, faz de conta que é turista

Fragmentos_______roberto carlos

Vivo condenado a fazer o que eu não quero
Então bem comportado às vezes eu me desespero
Se faço alguma coisa sempre alguém vem me dizer
Que isso ou aquilo não se deve fazer

(...)

Será que tudo o que eu gosto
É imoral, é ilegal ou engorda

ILEGAL, IMORAL OU ENGORDA - roberto e erasmo carlos

Caetano Veloso - O Quereres













Onde queres revólver sou coqueiro,
onde queres dinheiro sou paixão
Onde queres descanso sou desejo,
e onde sou só desejo queres não
E onde não queres nada, nada falta,
e onde voas bem alta eu sou o chão
E onde pisas no chão minha alma salta,
e ganha liberdade na amplidão

Onde queres família sou maluco,
e onde queres romântico, burguês
Onde queres Leblon sou Pernambuco,
e onde queres eunuco, garanhão
E onde queres o sim e o não, talvez,
onde vês eu não vislumbro razão
Onde queres o lobo eu sou o irmão,
e onde queres cowboy eu sou chinês

Ah, bruta flor do querer,
ah, bruta flor, bruta flor

Onde queres o ato eu sou o espírito,
e onde queres ternura eu sou tesão
Onde queres o livre, decassílabo,
e onde buscas o anjo eu sou mulher
Onde queres prazer sou o que dói,
e onde queres tortura, mansidão
Onde queres o lar, revolução,
e onde queres bandido eu sou o herói

Eu queria querer-te e amar o amor,
Construirmos dulcíssima prisão
E encontrar a mais justa adequação,
tudo métrica e rima e nunca dor
Mas a vida é real e de viés,
e vê só que cilada o amor me armou
E te quero e não queres como sou,
não te quero e não queres como és

Onde queres comício, flipper vídeo,
e onde queres romance, rock'n roll
Onde queres a lua eu sou o sol,
onde a pura natura, o inceticídeo
E onde queres mistério eu sou a luz,
onde queres um canto, o mundo inteiro
Onde queres quaresma, fevereiro,
e onde queres coqueiro eu sou obus

O quereres e o estares sempre a fim
do que em mim é de mim tão desigual
Faz-me querer-te bem, querer-te mal,
bem a ti, mal ao quereres assim
Infinitivamente pessoal,
e eu querendo querer-te sem ter fim
E querendo te aprender o total
do querer que há e do que não há em mim

domingo, 4 de novembro de 2007

Fora da Zona...

Que merda heim Finazzi........

Mas a esperança continua...ainda tenho fé que o Corinthians vai cair.....

O haicai

O encontro de duas tradições literárias completamente distintas. Uma delas é a da exótica forma poética, dada a conhecer ao Brasil por meio de autores europeus e filtrada pelo olhar ocidental. A outra é a do haicai original, como ainda hoje é praticado no Japão, transplantado para o Brasil pelos imigrantes japoneses. O haicai tem as seguintes características:

• É um poema de três versos preferivelmente escrito em 5, 7, 5 sílabas, sem rima nem título, contadas segundo a métrica portuguesa.


• É a imagem objetiva de um instante da realidade, sugestiva mas não explicativa.


• Deve ter como eixo um kigo, ou termo-de-estação, evidenciando nosso diálogo com a natureza e a transitoriedade das coisas.






Meu primeiro haicai

1. O primeiro verso dá a cena geral, geralmente associada a uma estação ou algo que a simbolize

2. No segundo verso, algo acontece na cena geral: a rã pula, a criança acorda, a mulher soluça

3. O terceiro verso traz o sabor da experiência, numa síntese que traduz uma forte sensação. É o que tem mais impacto

4. É bom ter sempre à mão um caderno especial ou bloquinho para anotar seus haicais

5. Leia haicais de outros autores, treine bastante. Você irá se habituar a se expressar assim

6. Depois de dominar bem o jeito clássico, você pode criar suas próprias variações, sem obedecer regras muito fixas Para saber mais

Saiba mais:




Será que é só o leite !?

Refletindo sobre essa problemática do leite adulterado me ocorreu uma dúvida preocupante: Se já conseguiram falsificar de tudo, desde CD, DVD, tênis, bolsas, roupas até leite (dizem que até carro já estão falsificando), será que é possível falsificar carne. Aqui no açougue perto de casa a carne moída tá por R$ 3,99 o Kg. Quem garante que essa carne não está batizada!?

Obs: Essa foto do Copo de Leite é do GUILHERME MENEZES.

Almoço de Domingo


Aprendi a fazer Lasanha com meu pai e meus amigos dizem que é um dos pratos que eu faço melhor. A lasanha é quase uma unanimidade, digo quase porque conheci uma velha uma vez (esposa de um amigo do meu pai) que não gostava de lasanha, como é que pode!?...Mas enfim, essa de hoje tava ótima (segundo os convidados - Mila e Fabrício).

O Quarteto Fantástico

Homenagem ao povo da Piovanii/Skip Eye Wear (da esquerda para a direita: Pedro - Gerente de Marketing, Fabíola - Gerente Administrativa, Mila - Gerente Comercial e Gustavo - Designer).

Posted by Picasa

sábado, 3 de novembro de 2007

THE STORY (pra quem não conhece Brandi Carlile)

Blogs...

Tirinha bem oportuna nesse momento e que se questiona o poder dos blogs, muito inteligente e bem-humorada. Mas com certeza tem blogueiro que vai achar ruim. Fazê o quê !?


Já em clima de Natal

Esse é mais um trabalho do talentoso fotógrafo maringaense GUILHERME MENEZES.

METADE___oswaldo montenegro

(Juro que tentei fragmentar, mas não consegui cortar nada.)


Que a força do medo que tenho
não me impeça de ver o que anseio
que a morte de tudo em que acredito
não me tape os ouvidos e a boca
porque metade de mim é o que eu grito
mas a outra metade é silêncio.

Que a música que ouço ao longe
seja linda ainda que tristeza
que a mulher que amo seja pra sempre amada
mesmo que distante
porque metade de mim é partida
mas a outra metade é saudade.

Que as palavras que eu falo não sejam ouvidas
como prece e nem repetidas com fervor
apenas respeitadas como a única coisa
que resta a um homem inundado de sentimentos
porque metade de mim é o que ouço
mas a outra metade é o que calo.

Que essa minha vontade de ir embora
se transforme na calma e na paz que eu mereço
e que essa tensão que me corrói por dentro
seja um dia recompensada
porque metade de mim é o que penso
mas a outra metade é um vulcão.

Que o medo da solidão se afaste
e que o convívio comigo mesmo
se torne ao menos suportável
que o espelho reflita em meu rosto num doce sorriso
que eu me lembro ter dado na infância
porque metade de mim é a lembrança do que fui
a outra metade não sei.

Que não seja preciso mais do que uma simples alegria
pra me fazer aquietar o espírito
e que o teu silêncio me fale cada vez mais
porque metade de mim é abrigo
mas a outra metade é cansaço.

Que a arte nos aponte uma resposta
mesmo que ela não saiba
e que ninguém a tente complicar
porque é preciso simplicidade pra fazê-la florescer
porque metade de mim é platéia
e a outra metade é canção.

E que a minha loucura seja perdoada
porque metade de mim é amor
e a outra metade também.

Outra Foto

Outra foto do meu arquivo pessoal (1995). O rapaz sentado de bigode é a atriz maringaense FERNANDA MACHADO, eu estou em pé, ao fundo.

sexta-feira, 2 de novembro de 2007

Fragmentos_____dudu falcão

Eu quero ficar perto de tudo o que eu acho certo
Até o dia em que eu mudar de opinião
A minha experiência, meu pacto com a ciência
Meu conhecimento é minha distração

Coisas que eu sei
Eu adivinho sem ninguém ter me contado
(...)

Eu gosto do meu quarto, do meu desarrumado
Ninguém sabe mexer na minha confusão
É o meu ponto de vista, não aceito turistas
Meu mundo tá fechado pra visitação

Coisas que eu sei
O medo mora perto das idéias loucas
Coisas que eu sei
Se eu for eu vou assim não vou trocar de roupa... é a minha lei

Eu corto os meus dobrados
Acerto os meus pecados
Ninguém pergunta mais... depois que eu já paguei
Eu vejo o filme em pausas
(...)

Coisas que eu sei
Eu compro aparelhos que eu não sei usar... eu já comprei

As vezes dá preguiça
Na areia movediça
Quanto mais eu mexo mais afundo em mim
Eu moro num cenário
Do lado imaginário
Eu entro e saio sempre quando to a fim

(COISAS QUE EU SEI - Dudu Falcão / Danni Carlos)

FINADOS

Ahhh...se a moda pega...


quinta-feira, 1 de novembro de 2007

Muito Além Do Jardim

Então, tava lá a toa e achei esse filme de 1979, que eu havia assistido faz muito tempo. Lembrava mais ou menos da história e que achei muito legal na época. Considerando que eu tinha aproximadamente entre 8 e 10 anos, achei melhor conferir se realmente era tudo aquilo mesmo. Primeira coisa marcante é a trilha sonora e incidental, um primor para a época, destaque para a seqüência em que a personagem principal (Chance - Peter Sellers) sai pela primeira vez da casa onde morou toda a vida (vide sinopse), começa a tocar uma versão daquela música de 2001 - Uma Odisséia no Espaço (que virou um clássico), só que é tipo um remix, meio black, meio soul, muito bom. Outro destaque é a Shirley MacLaine, a véia ta linda (45 anos com aparência de 30) e também esta excelente no papel de Eve Rand. No mais é divertir-se com as confusões que a visão limitada e simplória que Chance tem da vida causam durante o filme, ao serem interpretadas como pérolas da filosofia. Como diria o Netinho (que, por incrível que pareça, gostou do filme), vale o ingresso.

Sinopse:

Título Original: Being There – Comédia - 130 minutos – EUA - 1979

Chance (Peter Sellers), um homem ingênuo, passa toda a sua vida cuidando de um jardim e vendo televisão, seu único contato com o mundo. Ele nunca entrou em um carro, não sabe ler ou escrever, não tem carteira de identidade, resumindo: não existe oficialmente. Quando seu patrão morre, é obrigado a deixar a casa em que sempre viveu e, acidentalmente, é atropelado pelo automóvel de Eve Rand (Shirley MacLaine) esposa do grande magnata Benjamin Rand (Melvyn Douglas), que se torna seu amigo e chega a apresentá-lo ao Presidente (Jack Warden). Curiosamente, tudo dito por Chance ou até mesmo o seu silêncio é considerado genial. Paralelamente a saúde de Benjamin está crítica e Eve se apaixona por Chance.

QUEM DIRÍA ou AS VOLTAS QUE O MUNDO DÁ

DIÁRIO DE BORDO - DATA ESTELAR 0111070740

Li no Blog da Soninha esses dias qualquer coisa sobre o desconforto que causa a presença de uma bicicleta em certos ambientes. Daí fui pesquisar o assunto na Rede e acabei resolvendo adotar esse meio de transporte. Hoje foi o segundo dia que vim trabalhar de Bike e confesso que a mudança não é fácil. Não só pelos anos de inércia ou o acúmulo de adiposidades, mas principalmente pela fragilidade à qual esse meio de transporte nos expõe, o desrespeito tanto dos veículos maiores quanto dos pedestres. Espero prosseguir, firme, nessa decisão ecologicamente correta e responsável. Quem diria ?!

Brasileirão...

Flamengo 2 X 1 Corinthians

Hoje vai ser um ótimo dia !!!



Atualizado: NÃO FOI...

terça-feira, 30 de outubro de 2007

Fragmentos___capital inicial


"...já não me importam seus atos

Eu não sou mais um desesperado..."

(MÚSICA URBANA - Capital Inicial)

1 dia de férias....

...que bom que tá chuvendo nesse meu 1 dia de férias...só não sei se vou hibernar ou se será um retiro sabático...vai depender do almoço...arroz, feijão, salada de tomate e ovo mexido...

Fragmentos___uns e outros

Se o amor então se cansou
Durma que a lua eu vigio
Se o céu te parece ruir
Em pedaços de vidro
Deixaremos as luzes acesas
E abriremos as portas da casa
Para termos então a certeza
Que toda noite será eterna como um sonho
Que insistimos em ter.

Então durma, durma
Que o dia não demora a sangrar
Com o canto do primeiro galo;

Então durma, durma
Que o dia não demora a sangrar
Quando o primeiro galo cantar.

(CANÇÃO EM VOLTA DO FOGO - uns e outros)

segunda-feira, 29 de outubro de 2007

OS ÚLTIMOS DIAS (fragmento)____rbf

"...são irresponsáveis as pessoas,
não entendem a importância desses últimos dias,
suas ausências nos últimos dias
antecipam o final."


fragmento de OS ÚLTIMOS DIAS de
Renato B. Furtado, poeta Sul-matogrossense

quinta-feira, 25 de outubro de 2007

Níver da Anadir___Parabéns!!!

...essa coisa de ser irmão mais velho (... ou muito + velho) é bem interessante (...) me lmbro do dia 25 de Outubro de 1985, quando você nasceu, a Xuca chegando em casa com você no colo, super bebê, acho que eu nunca tinha convivido com um bebê antes (...) lembro de mim te empurrando no carrinho de bebê azul e alguns dias depois você ja estava entrando no balé, e já estavamos na sua festa de 15 anos (...vestido azul?) e se formando.
(...) o tempo (essa força irresistivel que empurra tudo para o passado) passa rápido pra nós, os mais velhos (...ou muito + velhos).
(...) mas o legal é ver você hoje, PESSOAGENTEHUMANA,(...) apesar de não convivermos muito mais, eu sei, e sempre soube, que você era especial, não só por ser "Marca I" ou "Ferreira", mas principalmente por ter um DNA privilegiado (Pai e Mãe maravilhosos), e mais principalmente ainda por você ser você, Anadir.
(...) não sei se você me entende, acho que é coisa de irmão + velho (...ou muito + velho) e também acho que é saudade...muita saudade de vcs...
Te amo muito irmãzinha...bjs.. t+

quarta-feira, 24 de outubro de 2007

Pra não dizer que eu não atualizei o Blog....

Três notícias muito importantes...

1- A China mandou uma missão tripulada para a lua;

2- A Vivo comprou a TIM;

3- O aeroporto Santos Dumont está fechado para pousos e decolagens.

segunda-feira, 22 de outubro de 2007

Casal projeta vida alternativa

Por Fábio Linjardi


Um casal de professores de yoga pretende transformar o terreno de 3 mil metros quadrados no condomínio Recanto dos Guerreiros, na PR-317 (zona leste de Maringá) em uma pequena comunidade independente.

O projeto elaborado pelo casal Gabriel Moser Galvão Menezes, 25 anos e Talita, 30, prevê a construção de três habitações no terreno, além de um galinheiro, uma horta, uma lavanderia, um viveiro de plantas e uma sala para a prática de yoga.

O casal mudou-se para o condomínio Recanto dos Guerreiros neste ano, após fazer um curso de permacultura em Campo Grande (MS). A permacultura é um método que visa a sobrevivência de uma sociedade em harmonia com o meio ambiente, utilizando a tecnologia.

O combate à poluição é levado tão a sério que o banheiro da propriedade será construído, segundo o projeto, de modo que possibilite a conversão dos dejetos em adubo.

Boa parte da água utilizada nas residências deverá ser recolhida da chuva, sendo depois de usada tratada e despejada nas hortas. O conceito de sociedade alternativa, no entanto, não renega o uso de energia elétrica, telefone e internet.

O objetivo é colocar o plano, batizado de Projeto Canto do Colibri, em prática até 2008. Gabriel e Talita dizem que há mais dois casais de professores de yogas interessados em mudar para a propriedade.

"A gente prevê que o terreno comporta, no máximo, três famílias", diz Gabriel, que que também é estudante de Economia e ceramista do grupo Terra, da Universidade Estadual de Maringá.

"É uma proposta de vida. A intenção é que cada vez seja necessário ir menos à cidade", diz Gabriel.

Talita, que além de professora de yoga é formada em Turismo pela Unopar, de Londrina, lembra que o projeto para a construção da propriedade não deve contrariar a "vocação" do terreno.

Como o terreno não tem pedras, as casas deverão ser construídas com barro, taipa, madeira de demolição, areia e o mínimo de cimento possível.

Além com o Projeto Canto do Colibri, o casal organiza a abertura de uma organização não-governamental, que levará o nome de Instituto PermaYoga.

Uma das finalidades da formação da ONG é viabilizar os recursos necessários para a realização do projeto. Para a comunidade sair do papel são necessários, segundo cálculos que constam do projeto, R$ 76.210,00.

Para chegar à quantia necessária, o casal promove cursos. Para o próximo dia 27, por exemplo, está marcado, na propriedade,um curso de compostagem doméstica, que ensina como trasformar lixo orgânico em adubo.

domingo, 21 de outubro de 2007

Fragmentos______clarice lispector

Gosto dos venenos mais lentos!
Das bebidas mais fortes!
Dos cafés mais amargos!
Tenho um apetite voraz.
E os delírios mais loucos.
Você pode até me empurrar de um
penhasco que eu vou dizer:
E daí? Eu adoro voar!...

Fragmentos______thiago de mello

Antes que venham ventos e te levem
do peito o amor — este tão belo amor,
que deu grandeza e graça à tua vida —,
faze dele, agora, enquanto é tempo,
uma cidade eterna — e nela habita.

Uma cidade, sim. Edificada
nas nuvens, não — no chão por onde vais,
e alicerçada, fundo, nos teus dias,
de jeito assim que dentro dela caiba
o mundo inteiro: as árvores, as crianças,
o mar e o sol, a noite e os passarinhos,
e sobretudo caibas tu, inteiro:
o que te suja, o que te transfigura,
teus pecados mortais, tuas bravuras,
tudo afinal o que te faz viver
e mais o tudo que, vivendo, fazes.

(...)

Uma cidade
onde possas cantar quando o teu peito
parecer, a ti mesmo, ermo de cânticos;
onde posssas brincar sempre que as praças
que percorrias, dono de inocências,
já se mostrarem murchas, de gangorras
recobertas de musgo, ou quando as relvas
da vida, outrora suaves a teus pés,
brandas e verdes já não se vergarem
à brisa das manhãs.

(...)

É tempo. Faze
tua cidade eterna, e nela habita:
antes que venham ventos, e te levem
do peito o amor — este tão belo amor
que dá grandeza e graça à tua vida.

(SUGESTÃO - Thiago de Mello)

Túnel do Tempo________arquivo pessoal

Essa do tempo em que a maringaense FERNANDA MACHADO (a Maria deTropa de Elite) fazia teatro amador em Maringá. Do meu arquivo pessoal...direto do tunel do tempo (1996).


ESTRANHA_____elucubrações cerebrinas

Gastou toda a ira de seus pensamentos quando ela adentrou o apartamento, molhada, exausta, sôfrega, mas silenciosa. Pensou num modo de inquirí-la sobre a demora, sobre o horário avançado ou simplesmente aproximar-se dos seus longos cabelos e buscar cheiros de bebida, cigarro ou Stiletto. Revoltou-se consigo mesmo por sentir-se impotente diante da sua fraqueza, sua amada, sua esposa. Ouviu, silente, a água do chuveiro banhar-lhe o corpo; imaginou a esponja embebida do sabonete esfregar por todos os poros, cada canto, cada pêlo; encobriu com o fino lençol e buscou, nos sonhos, as respostas para seu sofrimento.

Ela, como sempre, não o procurou naquela noite.

sábado, 20 de outubro de 2007

Desprograme-se

Faça diferente nas pequenas coisas do dia-a-dia
por Aniger Zinid (Regina Diniz)

Que tal escrever seu nome de trás para frente? Ou ainda criar uma nova língua? E experimentar andar para trás, ou escovar os dentes com a mão esquerda? Como em uma brincadeira de criança, fazer coisas espontâneas e diferentes é um ótimo remédio para sair do piloto automático e ganhar mais consciência. Experimente fazer de outra maneira pequenas coisas do dia-a-dia. Essa é uma boa oportunidade para experimentar novas sensações e descobrir o que você realmente gosta e o que deixou de gostar. Coisas simples como tomar um banho frio, fazer caminhos diferentes para chegar em casa ou trocar o elevador pela escada. Se você sentir algum desconforto, é bom sinal. Conforto em demasia pode causar desequilíbrio: o corpo fica preguiçoso e a mente fica lenta para assimilar coisas novas. Segundo Moshe Feldenkrais (1904-1984), físico e educador que criou o Método Feldenkrais de Educação Somática, que estuda a relação direta dos movimentos do corpo e os modos de pensar, sentir, aprender e agir no mundo, "reagir sempre de modo previsível é algo que beira à compulsão neurótica" e "a única coisa que você pode mudar é a maneira como você faz o que faz". Para a psicoterapeuta Malu Ferreira, a mudança de hábitos desperta os cinco sentidos, torna a mente mais aguçada e pode levar a pessoa a ter contato com insatisfações até então não reconhecidas. Desprograme-se, limpe seu "armário" pessoal e abra espaço para o novo.

(Fonte: Revista Vida Simples – Edição 57 – Setembro / 2007)

sexta-feira, 5 de outubro de 2007

Brasil de todas as injustiças_____do blog do edson lima

Um casal do Rio de Janeiro adotou uma criança soropositiva (vírus HIV).

A criança recebeu todo carinho dos pais adotivos, cresceu e foi tratada com muito amor.
Por uma dessas coisas que só o Homem lá de cima explica, os sintomas do virus desapareceram e a criança hoje é sadia.

Deve ter desenvolvido um laço de afetividade muito grande com os que a adotaram (e é muito dificil adotar uma criança legalmente no Brasil).

Bem, caro amigo: você acredita que o Ministerio Público entrou na Justiça contra a adoção da criança, alegando que já que ela não é mais soropositiva, tem que entrar na fila como as outras crianças que aguardam adoção?

E os pais adotivos e a criança? Será que esses idiotas não têm mais o que fazer? Só Deus sabe o amor que essa criança teve.

Este é o Brasil que vivemos?

quinta-feira, 4 de outubro de 2007

Luxódromo______do blog do Marcus Vinicius

DEU NA FOLHA DE S. PAULO

Câmara abre licitação para comprar 11 carros de luxo

A Câmara dos Deputados abriu licitação para aquisição de 11 carros de luxo para atender ao presidente da Casa, a outros oito deputados com postos de comando e a dois diretores administrativos. Com custo estimado em R$ 840 mil, os veículos zero quilômetro substituirão a atual frota, composta de sete Omegas ano 1998 e quatro Tempras ano 1996.

A licitação -feita por meio de pregão eletrônico- foi aberta na terça e será encerrada às 9h da próxima segunda-feira. O veículo mais caro é o que será reservado ao presidente da Câmara, cargo hoje ocupado por Arlindo Chinaglia (PT-SP).

O edital exige, entre outras coisas, que o veículo seja um sedã quatro portas com câmbio automático, direção hidráulica, freio ABS, ar condicionado, comandos elétricos, CD Player, air bags na frente, bancos revestidos em couro e potência mínima de 190 cavalos.

Segundo a assessoria de imprensa da Câmara, a previsão é de que o veículo custe em torno de R$ 130 mil.