quarta-feira, 30 de janeiro de 2008

O mal do século é a solidão___renato russo

Japonês liga 2.600 vezes para companhia telefônica e vira caso de polícia

A polícia deteve um homem acusado de obstruir o serviço de informação telefônica de uma companhia japonesa de telecomunicações após fazer cerca de 2.600 ligações para "se esquecer de sua solidão".

Takahiro Fujinuma, um desempregado de 37 anos, bloqueou durante 6 meses o número do serviço de informações da Nippon Telegraph and Telephone (NTT). Segundo os investigadores, com suas ligações ele interferia nos trabalhos dos funcionários do diretório telefônico da NTT. Fujinuma se limitava a falar sem pedir nenhum número de telefone, e os operadores costumavam tratá-lo de maneira educada e pediam que ele "continuasse à espera na linha".

"Sou solteiro, fiz isso para me esquecer da minha solidão", disse Fujinuma à polícia.
Segundo os investigadores, o detido, que vive em Tóquio, tinha o hábito de ligar para o serviço por ele ser gratuito. Fujinuma se limitava a pedir que conversassem com ele e que não o colocassem na espera.

O serviço de informação da NTT cobra apenas para informar números telefônicos, e não por conversar com seus clientes.

A Seta E O Alvo




















Eu falo de amor à vida, você de medo da morte
Eu falo da força do acaso e você, de azar ou sorte
Eu ando num labirinto e você, numa estrada em linha reta
Te chamo pra festa mas você só quer atingir sua meta

Sua meta é a seta no alvo
Mas o alvo, na certa não te espera

Eu olho pro infinito e você, de óculos escuros
Eu digo: "Te amo" e você só acredita quando eu juro
Eu lanço minha alma no espaço, você pisa os pés na terra.
Eu experimento o futuro e você só lamenta não ser o que era

E o que era ? Era a seta no alvo
Mas o alvo, na certa não te espera

Eu grito por liberdade, você deixa a porta se fechar
Eu quero saber a verdade, e você se perocupa em não se machucar
Eu corro todos os riscos, você diz que não tem mais vontade
Eu me ofereço inteiro, e você se satisfaz com metade

É a meta de uma seta no alvo
Mas o alvo, na certa não te espera

"Então me diz qual é a graça
De saber o fim da estrada
Quando se parte rumo ao nada ?"


Sempre a meta de uma seta no alvo
Mas o alvo, na certa não te espera

(Paulinho Moska / Nilo Romero)

terça-feira, 29 de janeiro de 2008

Sedentarismo acelera o envelhecimento

da BBC Brasil

Um estudo conduzido por pesquisadores britânicos aponta que levar uma vida sedentária pode acelerar o processo do envelhecimento.

A equipe de especialistas do King's College, em Londres, pesquisou 2.401 gêmeos e observou que os que eram fisicamente ativos durante seu tempo de lazer eram também "biologicamente mais jovens" do que os que não se exercitavam.

O estudo, publicado na revista especializada "Archives of Internal Medicine", aplicou um questionário sobre o estilo de vida dos participantes e retirou amostras de sangue para fazer uma análise do DNA de cada um.

Os pesquisadores identificaram que os telômeros - seqüências de proteína encontradas nas extremidades do DNA - tinham menor tamanho entre os gêmeos sedentários.

Os cientistas esclarecem que os telômeros oferecem proteção às células, mas conforme as pessoas vão envelhecendo, eles vão naturalmente diminuindo de tamanho, deixando-as mais vulneráveis a danos e à morte.

Estresse

examinar células sangüíneas do sistema imunológico, os pesquisadores observaram que os telômeros perdem, em média, 21 de seus componentes - os nucleotídeos - por ano.

E concluíram que os telômeros dos mais sedentários tinham 200 nucleotídeos a menos, o que significa uma redução do seu comprimento.

Os mais ativos tinham telômeros de tamanho equivalente ao dos sedentários até dez anos mais jovens, apontou o estudo.

"Os resultados sugerem que adultos que se envolvem em atividades físicas regularmente são biologicamente mais jovens do que os sedentários", afirmam os especialistas.

Os pesquisadores ainda sugerem que pessoas sedentárias podem estar mais vulneráveis a danos celulares por diversos fatores, entre eles o estresse, que teria um impacto direto no tamanho dos telômeros.

E os exercícios físicos, afirmam, poderia ser uma boa arma no combate aos níveis de estresse.

"O estudo transmite a mensagem que poderia ser usada por médicos ao promoverem o efeito potencial dos execícios físicos para retardar o envelhecimento", dizem.

Preconceito_o_fim_do_mundo_mesmo_!!!?

do UOL

Miss é barrada em júri de concurso de beleza por causa de "bruxaria"

Em Toronto (Canadá)

A miss Stephanie Conover não poderá ser uma das juradas do concurso de beleza Miss Toronto Turismo por gostar de "bruxaria", informou nestas segunda-feira a organização do evento.

Stéphanie, de 23 anos e vencedora de um concurso de miss no Canadá em 2007, já tinha tudo preparado para fazer parte do júri que decidirá em fevereiro a vencedora do concurso Miss Toronto Turismo, mas recebeu uma carta da organização afirmando que ela tinha sido eliminada por gostar de tarô.

A organização do evento afirmou que a "leitura do tarô e do reiki (uma prática originada no Japão) fazem parte do oculto e não é aceitável por Deus, os judeus, muçulmanos ou cristãos".

A organização reafirmou à imprensa sua decisão através de sua porta-voz, Karen Murray. "Aceitamos (pessoas de) todas as religiões e todas as nacionalidades, mas as rejeitaríamos se estivessem envolvidas em bruxaria", afirmou.

Aparentemente Stéphanie forneceu detalhes sobre suas crenças quando a organização do concurso de beleza lhe pediu uma pequena biografia. "Disse tudo o que faço; que sou uma artista, cantora e dançarina. Contei sobre meu trabalho com a caridade e também falei sobre meus hobbies, como escrever canções, tecer, pintar, praticar ioga, reiki e as cartas do tarô", disse Stéphanie ao jornal "The Toronto Star".

Para Murray, estas características, especialmente as duas últimas, são suficientes para desqualificar Stéphanie.

"Queremos alguém com os pés na terra, não alguém no lado obscuro ou no oculto", afirmou a porta-voz.

segunda-feira, 28 de janeiro de 2008

Bons tempos

Chico Buarque me lembra meu pai, Roberto Carlos também, Djavan idem. Clara Nunes lembra minha mãe. Discos de novela lembram o Tio Edson.

E daí !!?? E daí que eu baixei umas músicas do Emilio Santiago que me fizeram pensar na minha mãe. Faz anos que não nos vemos. Me lembro que ela tinha um disco AQUARELA BRASILEIRA do Emílio Santiago.

Daí lembrei do tempo que morei no Rio de Janeiro, foi em 1985. Morava na Rua Joaquim Pinheiro 381, Edifício Solar dos Coqueiros, Bloco A, Apartamento 305, Jacarépágua, Rio de Janeiro, RJ (o CEP nem f...). Me lembro que nessa rua tinha (ou tem) um outro prédio chamado Galileu Galilei (que na época - eu tinha 11 anos - eu nem imaginava quem era), e era uma guerra entre os meninos dos dois prédios. Os meninos do Galileu eram maiores, enormes, gigantescos, fortes, armados, perigosos. Tinha um até que era fugido da púlicia (sic).

Sei que é difícil de acreditar, e eu não tenho como provar, mas nessa época eu fiz TAEKWONDO, alguém acredita...acho que fiz 3 ou 4 aulas. Na primeira pancada nos rins eu larguei mão.

Estudei numa escola que no começo do ano se chamava Antonio de Oliveira Salazar, depois o nome mudou para 25 de Abril (ou foi o contrário!!??).Lembro que, no começo do ano, os pais compravam o uniforme (calça de linho-capeta azul marinho e camisa de manga curta branca). Daí a camisa vinha sem bolso, e quando você matriculava o(a) aluno(a) na escola, você ganhava dois bolsos com o brasão da escola para costurar nas camisas. Me lembro que eu nunca tinha estudado de manhã e era uma época de tantas novidades, ansiedades e... que eu vesti o uniforme passadinho na noite anterior para dormir com medo de não dar tempo de manhã (sorte que ela viu e pediu pra eu tirar).

Me lembro também que não tinha essa p... de passe do estudante. Os ônibus não tinham trocador, estudante não pagava, então era só vestir o uniforme e colocar uns lápis no bolso da camisa e ficar andando de onibus o dia inteiro. Dava pra andar até de Frescão Caxias - Freguesia.

Me lembro de eu e o Jr. procurando um presente de dia das mães para ela...daí escolhemos um despertador dourado, daqueles antigos, que tem dois sinos e um martelinho em cima.

Lembro de novo do meu avô, do Jipe, do SP2, do patinete de madeira que ele fez pra nós (eu e meu irmão Jr.). Ele tinha um coelho e um cágado (ou tartaruga, sei lá).

Lembro do Natal, o enfeite na porta da casa da Rua Retiro dos Artistas 651, casa 7. A oficina, Leite Parmalat, Pão-de-Forma. Nossa...agora viajei...dá pra percorrer cada cômodo da casa. Me lembro d TV ligada, o Zezinho fumando cigarro com uma...acho que chama cigarreira, (conselho médico).

Boas músicas, bons tempos, boas Lembranças.

Você sabe o que é Libras ?

por Juliana Fontanella

Pós-graduação em Linguagem Brasileira de Sinais (Libras) prepara pesquisadores, intérpretes e professores para trabalhar na tradução de conteúdos para deficientes auditivos.

O aprendizado da Linguagem Brasileira de Sinais (Libras), exige a dedicação necessária para o aprendizado de outro idioma. Entre os intérpretes há alunos surdos e ouvintes. Para o segundo grupo, aprender Libras é como recomeçar todo o processo de alfabetização.

Engana-se quem imagina que basta conhecer as letras em sinais para conversar com um deficiente auditivo. Para estabelecer uma boa comunicação, o intérprete precisa saber expressar emoções, enfatizar palavras e descrever pensamentos.

“O perfil dos alunos de pós-graduação em Libras é de pessoas com bacharelado e com pretensão de seguir carreira como professores. Entre os que pretendem ser intérpretes, há alunos que já escolheram esta área como profissão”, explica Amanda Chaves, diretora de um dos cursos de especialização em Libras em Maringá.

Para proporcionar aos alunos uma experiência mais próxima da realidade, as faculdades investem em um corpo docente com professores ouvintes e deficientes auditivos. Assim, os alunos dos cursos de pós-graduação têm a oportunidade de antecipar e expor as dificuldades que podem ter no futuro.

“O programa de pós-graduação tem aulas práticas e teóricas com oficinas e testes de proficiência. Assim, o aluno conclui o curso com segurança para o mercado de trabalho”, afirma Iolanda Baraldi, diretora de outro programa de pós-graduação em Libras, também em Maringá.

Um incentivo para quem tem interesse em aprimorar o currículo é a previsão de abertura de vagas por concurso para profissionais que possam atuar como professores e intérpretes para deficientes auditivos.O Governo do Estado e os municípios já começam a ofertar vagas nos concursos públicos.

O pré-requisito do curso de especialização em Linguagem Brasileira de Sinais (Libras) é o diploma de graduação em qualquer área, a prática docente não é requerida porque o aluno vai ter aulas específicas no curso.

Para aqueles que têm planos para trabalhar como intérpretes, a dica dos especialistas é buscar cursos de aperfeiçoamento em libras antes de ingressar no mercado de trabalho.

O curso de especialização tem a duração de cerca de um ano e meio.

Para garantir a documentação em concurso público, verifique se o diploma é reconhecido pelo Ministério da Educação.

Em Maringá, três institutos oferecem o curso:

Dimensão (3031-5415)

Eficaz (3029-9094)

e Insep (3225-1197).

SEM PREGUIÇA PARA SEXO!!!

Chega aos consultórios de sexólogos e terapeutas uma nova modalidade de neura: a preguiça para o sexo. O perfil? Gente que não sofre de impotência, tem parceiro fixo, é bem-resolvida, mas quando cai na cama só pensa em dormir.

O pior é que, em longo prazo, frases como "hoje não... vamos deixar para amanhã?" podem ser fatais ao desejo. E aí, nem a mais poderosa lingerie resolve. Pois é, ter prazer dá trabalho.
Com isso, o sexo fica cada vez menos freqüente, falta tempo. homens e mulheres estão absorvidos pelo trabalho. E após um dia corrido, cheio de preocupações com filhos e finanças, para muitos, o sexo parece estafante.

Sem contar a comodidade do casamento e até conflitos pessoais que bloqueiam a espontaneidade, acrescenta a terapeuta sexual da Sociedade Brasileira de Estudos em Sexualidade Humana.

PARA NÃO DORMIR "NO PONTO":

DEDIQUE-SE AO PRAZER.
Abrir espaço na agenda para o sexo já é meio caminho andado.

VÁ PARA A CAMA MAIS CEDO.
A maioria vai para a cama na hora em que está morrendo de sono. Ou seja, desejo e prazer sexual acabam em segundo plano. Deite meia hora mais cedo. Sentir desejo tem a ver com o fato de se preparar para o sexo - e não deixá-lo como a última opção.

VAIDADE.
Cuide da aparência na hora de ir para a cama. Isso melhora sua auto-imagem e mostra que você se preocupa em estar atraente para o outro.

DIETA.
Não consuma alimentos pesados à noite. Eles dão aquela sensação de peso e falta de energia.

DESLIGUE-SE DO MUNDO.
Celular, telefone e TV ligada devem ser abolidos na hora do sexo. Isso tudo atrapalha muito. Aliás, o ideal é nem ter televisão no quarto.

ESPONTANEIDADE. NÃO COBRE O SEXO.
Homens e mulheres têm fases com "baixa de desejo". A cobrança gera frustração e deixa o clima tenso.

PRIORIDADES.
Tire mais momentos para saborear a vida. Por exemplo, um jantar com os amigos pode ser uma boa ocasião para flertar com o próprio parceiro. Esse clima de namoro e sedução atiça o desejo.

DIVERSÃO A DOIS.
Escolha programas divertidos para fazerem juntos. Você relaxa, dá risadas e vai para a cama mais eufórico e predisposto ao sexo.

PRESERVE A RELAÇÃO.
Não leve os problemas do dia-a-dia para a cama.

CONQUISTA.
Estimule seu (sua) parceiro (a) diariamente com recados carinhosos, ligações românticas e "mimos".

MECÂNICO.
Não encare o momento do sexo apenas como um "ato sexual". Isso torna a intimidade entediante.

APRENDA A SE SENTIR SEXY.
Curta o seu corpo, o seu jeito de ser. Essa história de só ver defeito em si mesmo detona a vida sexual.

DO SEU JEITO.
Não adianta querer copiar o estilo sexual de outra pessoa. Cada um tem o seu. Capriche nele.

CONVERSE SOBRE SEXO COM O PARCEIRO.
Só realizar o desejo do parceiro, sem falar sobre os seus, é frustrante. Manter um diálogo aberto sobre suas preferências e as dele é fundamental para garantir o prazer de ambos.

MAPEIE SUAS ÁREAS ERÓGENAS.
Há quanto tempo você não faz isso? Ou nunca fez? Precisamos sempre buscar novos pontos de excitação no próprio corpo. Procure as zonas erógenas dele. Seu parceiro agradece! E a relação será muito mais gostosa.

ESTIPULE LIMITES.
Se você não gosta de alguma coisa na cama, melhor não fazer. Por outro lado, se experimentar novas posições, você pode ter boas surpresas.

RIA NA CAMA.
Sexo combina muito com bom-humor e boas risadas.

DESCUBRA NOVAS TÉCNICAS.
Sabia que há maneiras de o sexo anal, por exemplo, ser mais prazeroso? Que tal procurar algumas dicas?

FANTASIE, PENSE MAIS EM SEXO.
Deixar a imaginação fluir é um excelente afrodisíaco. Dê uma olhada em vídeos eróticos. Não para fazer igual. É só para, quem sabe, ter algumas idéias.

VISITE UMA LOJA ERÓTICA.
Esse passeio pode render ótimas inspirações.

TENHA CAMISINHAS E LUBRIFICANTES.
Isso é importante para que o clima possa surgir a qualquer momento – sem enfrentar algum impedimento.

JOGUE FORA O SCRIPT.
Para que ficar seguindo o roteiro de sempre? Deixar rolar é mais bacana e, claro, excitante.

INFORME-SE MUITO.
Esclarecer dúvidas e descobrir coisas novas sobre sexo são ingredientes importantes para a vida sexual.

BUSQUE AJUDA.
Um terapeuta sexual pode ajudar, caso algo o incomode muito. Vencer o preconceito de ir a um especialista pode ajudar muito a melhorar a vida sexual.

Verdade Chinesa___emilio_santiago

Era só isso que eu queria da vida
Uma cerveja, uma ilusão atrevida
Que me dissesse uma verdade chinesa
Com uma intenção de um beijo doce na boca...
A tarde cai noite levanta a magia
Quem sabe a gente vai se ver outro dia
Quem sabe o sonho vai ficar na conversa
Quem sabe até a vida pague essa promessa...
Muita coisa a gente faz
Seguindo o caminho que o mundo traçou
Seguindo a cartilha que alguém ensinou
Seguindo a receita da vida normal...
Mas o que é vida afinal?
Será que é fazer o que o mestre mandou?
É comer o pão que o diabo amassou?
Perdendo da vida o que tem de melhor...
Senta, se acomoda, À vontade,
Tá em casa, toma um copo,
Dá um tempo que a tristeza vai passar
Deixa, prá amanhã tem muito tempo
O que vale é o sentimento
E o amor que a gente tem no coração...

Dicas para economizar energia e proteger o Planeta

De Aguiar de Souza.
by Leila

1-Tampe suas panelas enquanto cozinha
Parece óbvio, não é? E é mesmo! Ao tampar as panelas enquanto cozinha você aproveita o calor que simplesmente se perderia no ar.

2-Use uma garrafa térmica com água gelada
Compre daquelas garrafas térmicas de acampamento, de 2 ou 5 litros. Abasteça-a de água bem gelada com uma bandeja de cubos de gelo pela manhã. Você terá água gelada até a noite e evitará o abre-fecha da geladeira toda vez que alguém quiser beber um copo dágua.

3-Aprenda a cozinhar em panela de pressão
Acredite… dá pra cozinhar tudo em panela de pressão: Feijão, arroz, macarrão, carne, peixe etc… Muito mais rápido e economizando 70% de gás.

4-Cozinhe com fogo mínimo
Se você não faltou às aulas de física no 2º grau você sabe: Não adianta, por mais que você aumente o fogo, sua comida não vai cozinhar mais depressa, pois a água não ultrapassa 100ºC em uma panela comum. Com o fogo alto, você vai é queimar sua comida.

5-Antes de cozinhar, retire da geladeira todos os ingredientes de uma só vez.
Evite o o abre-fecha da geladeira toda vez que seu cozido precisar de uma cebola, uma cenoura, etc…

6-Coma menos carne vermelha
A criação de bovinos é um dos maiores responsáveis pelo efeito estufa. Não é piada. Você já sentiu aquele cheiro pavoroso quando você se aproximou de alguma fazenda/criação de gado? Pois é: É metano, um gás inflamável, poluente, e megafedorento. Além disso, a produção de carne vermelha demanda uma quantidade enorme de água. Para você ter uma idéia: Para produzir 1kg de carne vermelha é necessário 200 litros de água potável. O mesmo quilo de frango só consome 10 litros.

7-Não troque o seu celular
Já foi tempo que celular era sinal de status. Hoje em dia qualquer zé mané tem. Trocar por um mais moderno para tirar onda? Ninguém se importa. Fique com o antigo pelo menos enquanto estiver funcionando perfeitamente ou em bom estado. Se o problema é a bateria, considere o custo/benefício trocá-la e descartá-la adequadamente, encaminhando-a a postos de coleta.Celulares trouxeram muita comodidade à nossa vida, mas utilizam de derivados de petróleo em suas peças e metais pesados em suas baterias. Além disso, na maioria das vezes sua produção é feita utilizando mão de obra barata em países em desenvolvimento. Utilize seus gadgets até o final da vida útil deles, lembre-se de que eles certamente não foram nada baratos.

8-Compre um ventilador de teto
Nem sempre faz calor suficiente pra ser preciso ligar o ar condicionado. Na maioria das vezes um ventilador de teto é o ideal para refrescar o ambiente gastando 90% menos energia. Combinar o uso dos dois também é uma boa idéia. Regule seu ar condicionado para o mínimo e ligue o ventilador de teto.

9-Use somente pilhas e baterias recarregáveis
-É certo que são caras, mas ao uso em médio e longo prazo elas se pagam com muito lucro. Duram anos e podem ser recarregadas em média 1000 vezes.

10-Limpe ou troque os filtros o seu ar condicionado
Um ar condicionado sujo representa 158 quilos de gás carbônico a mais na atmosfera por ano.

11-Troque suas lâmpadas incandescentes por fluorescentes
Lâmpadas fluorescentes gastam 60% menos energia que uma incandescente. Assim, você economizará 136 quilos de gás carbônico anualmente.

12-Escolha eletrodomésticos de baixo consumo energético
Procure por aparelhos com o selo do Procel (no caso de nacionais) ou Energy Star (no caso de importados).

13-Não deixe seus aparelhos em standby
Simplesmente desligue ou tire da tomada quando não estiver usando um eletrodoméstico. A função de standby de um aparelho usa cerca de 15% a 40% da energia consumida quando ele está em uso.

14-Mude sua geladeira ou freezer de lugar
Ao colocá-los próximos ao fogão, eles utilizam muito mais energia para compensar o ganho de temperatura. Mantenha-os afastados pelos menos 15cm das paredes para evitar o superaquecimento. Colocar roupas e tênis para secar atrás deles então, nem pensar!

15-Descongele geladeiras e freezers antigos a cada 15 ou 20 dias
O excesso de gelo reduz a circulação de ar frio no aparelho, fazendo que gaste mais energia para compensar. Se for o caso, considere trocar de aparelho. Os novos modelos consomem até metade da energia dos modelos mais antigos, o que subsidia o valor do eletrodoméstico a médio/longo prazo.

16-Use a máquina de lavar roupas/louça só quando estiverem cheias
Caso você realmente precise usá-las com metade da capacidade, selecione os modos de menor consumo de água. Se você usa lava-louças, não é necessário usar água quente para pratos e talheres pouco sujos. Só o detergente já resolve.

17-Retire imediatamente as roupas da máquina de lavar quando estiverem limpas
As roupas esquecidas na máquina de lavar ficam muito amassadas, exigindo
muito mais trabalho e tempo para passar e consumindo assim muito mais energia elétrica.

18-Tome banho de chuveiro
Mas seja rápido. Um banho de banheira consome até quatro vezes mais energia e água que um chuveiro.

19-Use menos água quente
Aquecer água consome muita energia. Para lavar a louça ou as roupas, prefira usar água morna ou fria.

20-Pendure ao invés de usar a secadora
Você pode economizar mais de 317 quilos de gás carbônico se pendurar as roupas durante metade do ano ao invés de usar a secadora.

21-Nunca é demais lembrar: recicle
Recicle no trabalho e em casa. Se a sua cidade ou bairro não tem coleta seletiva, leve o lixo até um posto de coleta. Existem vários na rede Pão de Açúcar. Lembre-se de que o material reciclável deve ser lavado (no caso de plásticos, vidros e metais) e dobrado (papel).

22-Faça compostagem-
Cerca de 3% do metano que ajuda a causar o efeito estufa é gerado pelo lixo orgânico doméstico. Aprenda a fazer compostagem: além de reduzir o problema, você terá um jardim saudável e bonito.

23-Reduza o uso de embalagens
Embalagem menor é sinônimo de desperdício de água, combustível e recursos naturais. Prefira embalagens maiores, de preferência com refil. Evite ao máximo comprar água em garrafinhas, leve sempre com você a sua própria.

24-Compre papel reciclado
Produzir papel reciclado consome de 70 a 90% menos energia do que o papel comum, e poupa nossas florestas.

25-Utilize uma sacola para as compras
Sacolinhas plásticas descartáveis são um dos grandes inimigos do meio-ambiente. Elas não apenas liberam gás carbônico e metano na atmosfera, como também poluem o solo e o mar. Quando for ao supermercado, leve uma sacola de feira ou suas próprias sacolinhas plásticas.

26-Plante uma árvore -Uma árvore absorve uma tonelada de gás carbônico durante sua vida. Plante árvores no seu jardim ou inscreva-se em programas como o SOS Mata Atlântica (Click Árvore) ou Iniciativa Verde.

27-Compre alimentos produzidos na sua região
Fazendo isso, além de economizar combustível, você incentiva o crescimento da sua comunidade, bairro ou cidade.

28-Compre alimentos frescos ao invés de congelados
Comida congelada além de mais cara, consome até 10 vezes mais energia para ser produzida. É uma praticidade que nem sempre vale a pena.

29-Compre orgânicos
Por enquanto, alimentos orgânicos são um pouco mais caros pois a demanda ainda é pequena no Brasil. Mas você sabia que, além de não usar agrotóxicos, os orgânicos respeitam os ciclos de vida de animais, insetos e ainda por cima absorvem mais gás carbônico da atmosfera que a agricultura "tradicional"? Se toda a produção de soja e milho dos EUA fosse orgânica, cerca de 240 bilhões de quilos de gás carbônico seriam
removidos da atmosfera. Portanto, incentive o comércio de orgânicos para que os preços possam cair com o tempo.

30-Ande menos de carro
Use menos o carro e mais o transporte coletivo (ônibus, metrô) ou o limpo (bicicleta ou a pé). Se você deixar o carro em casa 2 vezes por semana, deixará de emitir 700 quilos de poluentes por ano.

31-Não deixe o bagageiro vazio em cima do carro
Qualquer peso extra no carro causa aumento no consumo de combustível. Um bagageiro vazio gasta 10% a mais de combustível, devido ao seu peso e aumento da resistência do ar.

32-Mantenha seu carro regulado
Calibre os pneus a cada 15 dias e faça uma revisão completa a cada seis meses, ou de acordo com a recomendação do fabricante. Carros regulados poluem menos. A manutenção correta de apenas 1% da frota de veículos mundial representa meia tonelada de gás carbônico a menos na atmosfera.

33-Lave o carro a seco
Existem diversas opções de lavagem sem água, algumas até mais baratas do que a lavagem tradicional, que desperdiça centenas de litros a cada lavagem. Procure no seu posto de gasolina ou no estacionamento do shopping.

34-Quando for trocar de carro, escolha um modelo menos poluente
Apesar da dúvida sobre o álcool ser menos poluente que a gasolina ou não, existem indícios de que parte do gás carbônico emitido pela sua queima é reabsorvida pela própria cana de açúcar plantada. Carros menores e de motor 1.0 poluem menos. Em cidades como São Paulo, onde no horário de pico anda-se a 10km/h, não faz muito sentido ter carros grandes e potentes para ficar parados nos congestionamentos.

35-Use o telefone ou a Internet
A quantas reuniões de 15 minutos você já compareceu esse ano, para as quais teve que dirigir por quase uma hora para ir e outra para voltar? Usar o telefone ou skype pode poupar você de stress, além de economizar um bom dinheiro e poupar a atmosfera.

36-Voe menos, reúna-se por videoconferência
Reuniões por videoconferência são tão efetivas quanto as presenciais. E deixar de pegar um avião faz uma diferença significativa para a atmosfera.

37-Economize CDs e DVDs CDs e DVDs
Sem dúvida são mídias eficientes e baratas, mas você sabia que um CD leva cerca de 450 anos para se decompor e que, ao ser incinerado, ele volta como chuva ácida (como a maioria dos plásticos)? Utilize mídias regraváveis, como CD-RWs, drives USB ou mesmo e-mail ou FTP para carregar ou partilhar seus arquivos. Hoje em dia, são poucos arquivos que não podem ser disponibilizados virtualmente ao invés de em mídias físicas.

38-Proteja as florestas
Por anos os ambientalistas foram vistos como "eco-chatos". Mas em tempos de aquecimento global, as árvores precisam de mais defensores do que nunca. O papel delas no aquecimento global é crítico, pois mantém a quantidade de gás carbônico controlada na atmosfera.

39-Considere o impacto de seus investimentos
O dinheiro que você investe não rende juros sozinho. Isso só acontece quando ele é investido em empresas ou países que dão lucro. Na onda da sustentabilidade, vários bancos estão considerando o impacto ambiental das empresas em que investem o dinheiro dos seus clientes. Informe-se com o seu gerente antes de escolher o melhor investimento para você e o meio ambiente.

40-Informe-se sobre a política ambiental das empresas que você contrata
Seja o banco onde você investe ou o fabricante do shampoo que utiliza, todas as empresas deveriam ter políticas ambientais claras para seus consumidores. Ainda que a prática esteja se popularizando, muitas empresas ainda pensam mais nos lucros e na imagem institucional do que em ações concretas. Por isso, não olhe apenas para as ações que a empresa promove, mas também a sua margem de lucro alardeada todos os anos. Será mesmo que eles estão colaborando tanto assim?

41-Desligue o computador
Muita gente tem o péssimo hábito de deixar o computador de casa ou da empresa ligado ininterruptamente, às vezes fazendo downloads, às vezes simplesmente por comodidade. Desligue o computador sempre que for ficar mais de 2 horas sem utilizá-lo e o monitor por até quinze minutos.

42-Considere trocar seu monitor
O maior responsável pelo consumo de energia de um computador é o monitor. Monitores de LCD são mais econômicos, ocupam menos espaço na mesa e estão ficando cada vez mais baratos. O que fazer com o antigo? Doe a instituições como o Comitê para a Democratização da Informática.

43-No escritório, desligue o ar condicionado uma hora antes do final do expediente
-Num período de 8 horas, isso equivale a 12,5% de economia diária, o que equivale a quase um mês de economia no final do ano. Além disso, no final do expediente a temperatura começa a ser mais amena.

44-Não permita que as crianças brinquem com água
Banho de mangueira, guerrinha de balões de água e toda sorte de brincadeiras com água são sem dúvida divertidas, mas passam a equivocada idéia de que a água é um recurso infinito, justamente para aqueles que mais precisam de orientação, as crianças. Não deixe que seus filhos brinquem com água, ensine a eles o valor desse bem tão precioso.

45-No hotel, economize toalhas e lençois
Use o bom senso… Você realmente precisa de uma toalha nova todo dia? Você é tão imundo assim? Em hotéis, o hóspede tem a opção de não ter as toalhas trocadas diariamente, para economizar água e energia. Trocar uma vez a cada 3 dias já está de bom tamanho. O mesmo vale para os lençois, a não ser que você mije na cama…

46-Participe de ações virtuais
A Internet é uma arma poderosa na conscientização e mobilização das pessoas. Um exemplo é o site ClickÁrvore, que planta árvores com a ajuda dos internautas. Informe-se e aja!

47-Instale uma válvula na sua descarga
Instale uma válvula para regular a quantidade de água liberada no seu vaso sanitário: mais quantidade para o número 2, menos para o número 1!

48-Não peça comida para viagem
Se você já foi até o restaurante ou à lanchonete, que tal sentar um pouco e curtir sua comida ao invés de pedir para viagem? Assim você economiza as embalagens de plástico e isopor utilizadas.

49-Regue as plantas à noite
Ao regar as plantas à noite ou de manhãzinha, você impede que a água se perca na evaporação, e também evita choques térmicos que podem agredir suas plantas.

50-Frequente restaurantes naturais/orgânicos
Com o aumento da consciência para a preservação ambiental, uma gama enorme de restaurantes naturais, orgânicos e vegetarianos está se espalhando pelas cidades. Ainda que você não seja vegetariano, experimente os novos sabores que essa onda verde está trazendo e assim estará incentivando o mercado de produtos orgânicos, livres de agrotóxicos e menos agressivos ao meio-ambiente.

51-Vá de escada -Para subir até dois andares ou descer três, que tal ir de escada? Além de fazer exercício, você economiza energia elétrica dos elevadores.

52-Faça sua voz ser ouvida pelos seus representantes
Use a Internet, cartas ou telefone para falar com os seus representantes em sua cidade, estado e país. Mobilize-se e certifique-se de que os seus interesses – e de todo o planeta – sejam atendidos.

53-Divulgue essa lista!
Envie essa lista por e-mail para seus amigos, divulgue o link do post no seu blog ou orkut, reproduza-a livremente, e, quando possível, cite a fonte. O Mude o Mundo agradece, e o planeta também!

domingo, 27 de janeiro de 2008

Eu sou a lenda___cinema

Pois é...daí fomos assistir ao tal filme. Vale o ingresso. A história (soube depois) não é inédita, parece que é de um livro da copa e já teve duas versões cinematográficas antes dessa. O tiozinho Will Smith tá bem paca e a brasileiríssima Alice Braga também, super-segura, e até a cadela que acompanha o Will o filme todo tambem tá bem pra cachorro (trocadilho médio). Achei o roteiro bem original apesar de não ser inédito, o diretor aproveitou bem as possibilidades da história e o fato de a narrativa não ser linear (com vários mini-flashbacks) ajuda bastante. O trabalho de Fotografia e Ambientação também é excelente. Recomendo.

7 (Novas) Maravilhas Do Mundo

PETRA___jordânia

O_Cara

A paz e a vida na Terra estão ameaçadas por atividades humanas não compromissadas com valores humanitários. A destruição da natureza e seus recursos são resultado da ignorância, da cobiça e da falta de respeito pelos seres vivos, incluindo nossos próprios descendentes. As gerações futuras herdarão um planeta extremamente degradado, caso a paz mundial não se efetive e a destruição da natureza continue nesse ritmo.

Nossos ancestrais viam a Terra como rica e generosa, o que ela realmente é. Muita gente no passado também via a natureza como inexaurivelmente sustentável. Está comprovado que caso cuidemos bem da Terra, ela pode ser efetivamente uma fonte inesgotável de recursos.

Não é difícil perdoar a destruição causada à Terra no passado, fruto da ignorância. Hoje, contudo, temos fácil acesso a todo o tipo de informação e é essencial que examinemos eticamente o que herdamos, quais são nossas responsabilidades e o que passaremos para as gerações vindouras. Muitas dessas gerações poderão não conhecer hábitats, animais, plantas, insetos e microorganismos da Terra. Temos a capacidade e a obrigação de agir e devemos faze-lo antes que seja tarde demais. O mesmo cuidado que temos em cultivar relações pacíficas com nossos semelhantes, deve ser estendido ao meio ambiente.

E não apenas por uma questão moral ou ética, mas pela nossa própria sobrevivência. Para a geração presente e para as futuras, o meio ambiente é fundamental. Se o explorarmos exaustivamente, podemos receber algum benefício hoje, mas, em longo prazo, sofreremos as conseqüências. Quando o meio ambiente se altera, as condições climáticas também se alteram e, por conseguinte, nossa saúde está sendo muito afetada. Repetindo, a conservação não é meramente uma questão moral, mas sim da nossa própria sobrevivência.

Portanto, para conseguirmos proteção e conservações ambientais mais eficazes, é essencial que o ser humano desenvolva um equilíbrio interno. O desconhecimento em relação à importância da preservação do meio ambiente causou graves danos à humanidade. Precisamos agora ajudar as pessoas a compreenderem a necessidade urgente da proteção ambiental para a nossa sobrevivência.

Se você quer ser egoísta, então seja sábio e não mesquinho em seu egoísmo. A chave está no nosso senso de responsabilidade universal. Essa é a verdadeira fonte de luz, a verdadeira fonte de felicidade. Se esgotarmos tudo o que estiver disponível na Natureza, como árvores, água e sais minerais, e não fizermos um planejamento adequado para as próximas gerações, para o futuro, certamente estaremos em falta. Entretanto, se tivermos um verdadeiro senso de responsabilidade universal como força motriz, nossas relações com o meio ambiente e com nossos vizinhos serão bem mais equilibradas.

Por último, a decisão de salvar o meio ambiente deve brotar do coração do homem. Clamemos a todos para que desenvolvam um senso de responsabilidade universal fundamentado no amor, na compaixão e na clareza de consciência.
Minha mensagem é a prática do amor, da compaixão e da bondade. Estas qualidades são muito úteis para vivermos nosso cotidiano mais harmoniosamente, e também muito importantes para a sociedade humana como um todo.

Uma profunda compaixão é a raiz de todas as formas de adoração.
Onde quer que eu vá, sempre aconselho as pessoas a serem altruístas e bondosas. Tento concentrar toda a minha energia e força espiritual na disseminação da bondade. É o que há de mais essencial.

A bondade é o que realmente importa. A bondade, o amor e a compaixão combinados são sentimentos que levam à essência da fraternidade. São os alicerces da paz interior.
Com sentimentos de ódio e rancor, é muito difícil alcançar a paz interior. Neste sentido, as religiões e crenças são convergentes. Em todas as grandes religiões do mundo, a ênfase é no espírito de fraternidade.

São os inimigos que verdadeiramente nos ensinam a vivenciar sentimentos de compaixão e tolerância. As guerras surgem porque não há compreensão do lado humano das pessoas. Ao invés de conferências e encontros políticos, por que não convocar as famílias a fazerem um piquenique para que se conheçam mutuamente, enquanto suas crianças brincam juntas?

Nos tempos antigos, quando havia uma guerra, o embate era corpo a corpo. O vitorioso entrava em contato direto com o sangue e o sofrimento do inimigo durante a batalha. Hoje, as guerras adquiriram uma proporção muito mais horrenda. Um homem, sentado em uma sala, aperta um botão e mata milhões de pessoas instantaneamente, sem ao menos ver o sofrimento humano que infligiu. A mecanização da guerra e a automação dos conflitos humanos são, cada vez mais, uma ameaça à paz mundial.

(Dalai Lama)

sábado, 26 de janeiro de 2008

Porque O Blog Pessoa Gente Humana Tem Fundo Preto ?

















Segundo a tabela de consumo de energia (Watts) por cor, a cor preta é a que menos gasta consumindo 59W, contra 74W da cor branca. Verde-limão, por exemplo, consome 63W, enquanto vermelho consome 65. É como aquela história de que uma companhia aérea americana economizou 40 mil dólares no ano, retirando apenas 1 azeitona de cada refeição. Ou como estudos que mostram números faraônicos quando se fala de remover o standby de equipamentos. Poucas economias vistas de forma global representam uma grande economia.

Entendeu o por que? Coisas tão simples podem fazer muita diferença.

Quem diria...!!!













O governador da Califórnia, Arnold Schwarzenegger, foi até Nevada assistir Rambo IV e posou ao lado do ex-rival de telona Sylvester Stallone no hotel e cassino Planet Hollywood, em Las Vegas.

Fragmentos___içami tiba

Polvo e cobra vão ao banheiro

(...)

As diferenças entre cobras e polvos já são perceptíveis antes mesmos de entrarem no banheiro. A caminho , a polvo anuncia em alto e bom som seu estado fisiológico por onde vai passando: ah, estou tão apertada! O que sempre me intrigou era para quem ela estaria dizendo isso, já que ninguém lhe perguntara nada... Então outra polvo, conhecida da primeira ou não, capta a mensagem e logo corresponde: eu também! E lá vão as duas ao banheiro batendo o maior papo.

Ninguém consegue falar com um cobra que está a caminho do banheiro com passos largos e apressados, a cara fechada num ar agoniado e solene. Quem quiser lhe perguntar algo que lhe dê uns toques no ombro. Então, o cobra pára e ouve, já que andar, controlar a bexiga e conversar são coisas demais para fazer ao mesmo tempo.

No banheiro, a polvo se fecha no reservado e despe quase metade do corpo para sentar-se no vaso sanitário. Não importa o tipo de serviço a ser feito - gasoso, líquido ou sólido -, ela sempre verifica suas roupas íntimas. É por causa da menstruação, um acontecimento tão importante que usa vários verbos para anunciá-lá: "veio", "chegou", "desceu" etc. Quando a menstruação vem, a polvo faz uma caretinha e diz: xiii, veio! A caretinha é porque a menstruação incomoda. Mas o incômodo seria ainda maior se era para ter "vindo" e não "veio". Realmente, é mais do que apropriado chamar a menstruação de incômodo, pois incomoda quando "vem" e ainda mais quando "deveria ter vindo" e "não veio"...

No caso de "ter vindo" e a polvo estar sem absorvente higiênico, ela entra logo em ação. Olha para cima e, sem ao menos saber quem está no banheiro, pergunta: alguém tem um absorvente para me emprestar? Sempre existe aquela polvo superorganizada, quase metódica, que coloca logo três absorventes na bolsa ao sair de casa. Nada me surpreenderá!, pensa ela. Essa empresta o absorvente sem pestanejar. Aliás, ela não empresta, ela dá. Nunca vi polvo alguma cobrar o empréstimo: você me devolve o absorvente que lhe emprestei ontem?

Já um cobra faria uma conta de débito/crédito e pediria o absorvente de volta mesmo que tivesse um com ele. O que o cobra não entende é que as polvos se relacionam por meio dos absorventes, tornando-se muito íntimas. A que empresta não pede de volta, pois sabe que, se precisar, pode pedir que sem dúvida a outra vai atendê-la. E, assim, acabam ficando elas por elas.

Esse tipo de solidariedade, comum entre polvos, não ocorre entre cobras. O cobra que entra primeiro no banheiro vai ao último urinol. O que chega depois vai ao primeiro urinol, guardando respeitável distância do outro. Para fazer seu serviço, o cobra se despe somente na parte que lhe interessa e não necessita da ajuda de ninguém. Em minhas observações, pelo menos, nunca vi um cobra pedir ajuda para nada, tampouco para urinar - muito menos vi alguém oferecendo-se para ajudar... Como seria se cobra também menstruasse? Talvez usasse “bandagens" improvisadas de papel higiênico só para não pedir ajuda nem ficar devendo nada a ninguém.

Urinar é gesto que demonstra auto-suficiência, independência e poder. É também um ato lúdico, já que o cobra pode dirigir o jato para onde quiser, até mesmo fazer as naftalinas darem voltinhas... Sem falar no barulho que ele adora fazer, alardeando seu urinar como se fosse uma torneira de jato forte em pia de ralo fechado.

Resumindo: a polvo diz o que está sentindo, pede e oferece ajuda com a maior naturalidade, enquanto o cobra quer resolver tudo sozinho.

(...)

O cobra não se acanha de soltar sonoros avisos gasosos de que os sólidos estão chegando. Mas a polvo, que tanto fala, mesmo fechada no reservado, morre de vergonha de fazer "pum". Até para soltar uns "punzinhos" ela se atrapalha toda...
Ao sair do reservado, a polvo avança para a pia e o espelho, mesmo que já estejam ocupados. Sem fazer cerimônia, ela desliza um tentáculo por cima da pia para atingir a torneira. Nesse momento, a polvo que chegou primeiro se inclina de modo a dar espaço à outra, mas sem deixar de ocupar o seu precioso espelho. Então a outra vai se acomodando e, de repente, as duas ocupam o mesmo lugar simultaneamente. As polvos parecem ignorar a lei da física que diz que dois corpos não podem ocupar o mesmo espaço ao mesmo tempo. Pelo espelho, a polvo que lava os tentáculos olha para a outra, que passa batom nos lábios. Esta oferece o batom àquela (que, por sua vez, o aceita) e ainda comenta: puxa, como ficou bom em você! Pode ficar com o batom, tenho outro em casa...

Já o cobra, quando encontra o lavatório ocupado, guarda cinco passos de distância, vira-se de lado para não importunar o outro e fica contando os azulejos. Dessa forma, ele respeita o limite invisível que existe entre dois cobras estranhos. O que chega não invade o território ocupado por outro, ou pode sair briga... Um cobra só invade o território do outro se estiver embriagado ou tiver "maus costumes". O que sofre a invasão reage imediatamente virando-se contra o intruso e assumindo a posição de dono do pedaço. Qual é a sua, meu?, diz ele, ameaçando enfiar a mão no focinho do invasor. Focinho, sim, porque nessa hora o cobra vira bicho, um animal em defesa do seu território.

Em outras palavras: as polvos não vêem problema em se encostar uma na outra, trocar ou mesmo compartilhar o que estiverem usando. Elas têm prazer e entrosamento para ocupar o mesmo espaço, ainda que o lugar não comporte tantos tentáculos. Já os cobras marcam território, não invadem o do outro nem querem o seu invadido. Em caso de invasão, eles reagem violentamente.

Vejamos como isso funciona fora do banheiro - num banco de praça, por exemplo. Ali está sentada uma polvo entretida com uma coisa qualquer até que outra chega e toma assento sem a menor cerimônia. A polvo chegante já começa a falar, ao que a primeira corresponde agradavelmente. Pronto: em minutos, as duas se tornam velhas amigas. Aí, percebendo a chegada de uma terceira e desconhecida polvo, sentam-se a meia nádega para dar espaço a ela. E esta, no meio das duas, entra no papo como se estivesse nele desde o começo...

É pouco provável que um cobra se sente no banco em que outro já está. Mas, se isso acontecer, o que já estava sentado se levanta disfarçadamente e vai "ver as árvores”. Caso sejam conhecidos, os cobras compartilham o banco, mas não se encostam nem se tocam enquanto falam. Aliás, nem se vêem, pois ambos ficam olhando para a frente, como se houvesse ali um alvo a ser estudado. O papo é assim: um cobra fala, o outro escuta. Não é incrível? As polvos não entendem como é possível falar um de cada vez - quer dizer, quando um fala, o outro escuta. Acham estranho, quando dois cobras começam a falar ao mesmo tempo, que um diga para o outro: fale você primeiro. Isso porque polvos falam e escutam ao mesmo tempo - e ainda reparam na quarta polvo, que acabou de passar...

Quando a polvo sai do banheiro, diz à outra: gostei de você, apareça em casa! Basta uma "banheirada" para se tornarem amigas íntimas.

O que aconteceria com um cobra se, depois de uma "banheirada", ele dissesse para outro: gostei de você, apareça em casa. Xiii! Nem quero imaginar...


(Içami Tiba in: Homem-Cobra, Mulher-Polvo)

terça-feira, 22 de janeiro de 2008

Niemeyer___100 anos


Fragmentos___içami tiba

Domingo chuvoso, café na cama

Um casal jovem e saudável, que acorda todos os dias na maior correria para ir ao trabalho, normalmente guarda um domingo, ou parte dele, para que possam se dedicar um ao outro.

O corpo do cobra acorda na mesma hora de sempre. O corpo ignora que é domingo, que ele pode dormir ate mais tarde, e já quer movimentar-se. O cérebro do cobra aocrdou também. Quantas vezes o cérebro desperta mas o corpo recusa-se a levantar, e quantas vezes o corpo acordou, levantou-se, foi ao banheiro, tomou café, e o cérebro so acordou na mesa do trabalho.

Para o cobra, é um sacrifício continuar na cama se o cérebro e o corpo já acordaram. Ele olha a mulher, relaxada, com o corpo querendo acordar e metade do cérebro ainda dormindo. Como ela é linda! Mesmo de manhã, ao acordar...

A realidade é dura para ambos - principalmente pela manhã, ao despertar. É mau hálito, secreção nos olhos, barba crescida, cabelo despenteado... Nem falo de dentaduras e de outros que tais. O bom humor, o clima sedutor, a maquiagem, a elegância, a roupa de festa e tudo o mais se foi com a noite. A claridade da manhã mostra as sobras do que foi maravilhoso de madrugada.

Mas, afinal, é o amor dele que a torna tão linda, mesmo despertando aos poucos... Ele pensa: vai ser muito bom trazer o café na cama para ela. Ela vai gostar. Que ótimo se ela acordar bem, contente, feliz por receber o café na cama. Já que está chovendo lá fora, o melhor tempo está dentro de casa, só nós dois. Quem sabe se depois rola alguma coisa...

Vai para a cozinha e prepara uma bandeja com tudo de que ela gosta: café, leite, adoçante preferido, geléia de damasco, peneirinha para não deixar a nata do leite passar, pães aquecidos, guardanapo, talheres... Esfrega as mãos de satisfação ao olhar a bandeja pronta. Imagina que sua obra-prima ficaria ainda melhor com aquela florzinha roubada do arranjo da sala, que ele coloca num bonito cálice com água. Faz ainda uma última verificação e pronto: perfeito!
Entra no quarto cantarolando suavemente um bom-dia, meu amor. Tem a felicidade estampada no rosto amante de quem serve, numa caprichada bandeja, o néctar dos deuses à sua amada.

O coração dela se enche de ternura. Com o corpo invadido de puro amor, ela se abre num sorriso de entrega total e deixa escapar um suspiro apaixonado. E ele, que se delicia com o que está acontecendo, deleita-se ainda mais ao imaginar o que vai suceder logo depois...

Com seu olhar de polvo que vê tudo de uma vez sem praticamente mover os olhos, ela repara que falta manteiga na bandeja. Despretensiosamente, solta um suave gosto tanto de manteiga, como se nada estivesse acontecendo.

Mas a frase solta no ar fere a organização mental do cobra. Ele sente um mal­ estar, logo identificado como uma pontada de raiva por ter sido descoberta uma falha. O cobra não admite erros, muito menos os dele. E vir dela a descoberta do erro torna tudo ainda pior. Ele sente-se como que acusado pela polvo.

Já um tanto ríspido, reage: manteiga? Manteiga! Ah, sim, a manteiga. Com seu olhar de cobra, examina a cena como se olhasse através de um tubo de papel. Vasculha cada centímetro da bandeja e verifica, uma coisa de cada vez, tudo o que há sobre ela. Só falta traduzir em palavras o que vê: leite, café, pão, geléia, flor (até flor!), talheres, guardanapo, peneirinha... Ele confere tudo... E não é que ela está certa? Falta manteiga.

Gosto tanto de manteiga... Essa maneira de falar o deixa irritado. Por que ela não diz logo o que quer em vez de ficar cheia de dedos, ou melhor, de tentáculos? Qualquer cobra diria direta, frontal e naturalmente: você me traz a manteiga? O que o cobra não entende é que a polvo quis poupá-lo. Afinal, ele estava sendo tão gentil, era tudo tão romântico que ela não quis estragar o clima por causa da falta de manteiga.

O cobra, porém, reassume o comando da situação com um decidido pode deixar, meu bem, é pá-pum e a manteiga estará aqui! E sai rapidinho atrás da manteiga. Chega à cozinha, abre a geladeira e, com seu olhar em tubo, vê coisa por coisa: leite, iogurte, verduras, sobras de refeições bem guardadas em potes plásticos, refrigerantes, ovos ­mas nem sinal ,da agora maldita manteiga.

Cobra detesta admitir que não consegue resolver problemas. Isso fere sua onipotência. Então, da porta da geladeira, ele grita, furioso: onde você escondeu a manteiga? Se estivesse atacada pela progesterona, ela responderia na mesma moeda: você nunca acha nada! Não acha manteiga, cuecas, meias... Não agüento mais viver assim. E o tempo fecharia de vez no coração dela.

Mas, como está sob o domínio do estrogênio, quase no cio (ovulação), ela solta um amável pode deixar, meu amor, eu pego a manteiga. Então levanta-se languidamente e caminha como se estivesse desfilando numa passarela, sedutora, com a camisola esvoaçante deixando entrever as peças íntimas. Na cozinha, ela abre suavemente a porta da geladeira. Então, com seu olhar de polvo, como se estivesse enxergando o nada, estica um dos tentáculos e pega a manteiga: está aqui, amor!

Como a polvo pode resolver tamanho problema com essa incrível facilidade? O cobra se sente mal. Fica emburrado e não quer mais tomar o café na cama. A polvo atestou sua incompetência.Ele sairia de casa para andar, refrescar a cabeça, resolver tudo e só então voltaria. E assim aquele sonho de manhã de domingo se transformaria numa trágica manhã de domingo. Mas, por estar motivado para o amor, ele deixa de ser cobra e coloca o incidente na caixinha “imprevistos acontecem”. Senta-se na cama com a mulher para saborearem juntos o café da manhã - inclusive o pão com manteiga.

E a polvo estava entrando no cio!

(Içami Tiba in:Homem Cobra, Mulher Polvo)

100 anos___niemeyer


Ao Retorno Do Netinho















Companheiro É Companheiro
(mauro fagotti/jovelino lopes/cezar)

Escolha bem os seus amigos de conduta
Companheiro, é companheiro,
fia da puta é fia da puta

(...)

Quem paga pinga pra nóis, é companheiro
Quem bebe a nossa e não paga, é fia da puta
Quem convida nóis pra festa, é companheiro
Quem deseja o mal pra nóis é fia da puta.

Série Definições___

ironia___aurélio

[Do gr. eironeía, ‘interrogação’, ‘dissimulação’, pelo lat. ironia.]
Substantivo feminino.
1.Modo de exprimir-se que consiste em dizer o contrário daquilo que se está pensando ou sentindo, ou por pudor em relação a si próprio ou com intenção depreciativa e sarcástica em relação a outrem:
Voltaire foi um mestre da ironia.

2.Contraste fortuito que parece um escárnio:
ironia do destino.

3.Sarcasmo, zombaria.


Ironia socrática. 1. Filos. Modo de interrogar pelo qual Sócrates (v. socratismo) levava o interlocutor ao reconhecimento da sua própria ignorância.

segunda-feira, 21 de janeiro de 2008

100 anos___niemeyer

Fragmentos___içami tiba

Propaganda enganosa, mas hormonalmente verdadeira!

(...)
Foram se descobrindo e notando que tudo era ainda melhor do que no primeiro encontro. Vieram o toque, o abraço e o beijo, que marcou um novo e inconfundível momento de entrega mútua. Ele jamais colocara tanto amor num beijo, e ela percebeu quanto era desejada. A polvo o recebia dentro de sua boca, mas também já queria recebê-lo por inteiro. O cobra começava a estar dentro dela e queria cada vez mais conquistar aquele território.

O que o cobra mais desejava era ter sexo com ela, fazê-la chegar ao orgasmo nunca antes atingido, torná-la sua para sempre. A expressão máxima do amor do cobra é possuir a sua fêmea.

O que a polvo mais queria era sentir-se amada e desejada por ele, pertencer-lhe para todo o sempre. A expressão máxima do amor da polvo é cuidar do seu homem e dar-lhe muitos filhos.

Mas o cobra sabe que, para possuir a fêmea, deve cuidar dela e protegê-la, impedindo que outros cobras se aproximem. Ele tem de colocá-la em seu território, sob seu absoluto controle - ainda que deseje espalhar seus genes além do seu território, em fortuitos encontros com outras fêmeas.
A polvo se excita só de sentir quanto é desejada pelo cobra. A expressão do seu amor é ter o homem sempre consigo, nos seus braços, nutri-lo, agasalhá-lo, acariciá-lo, beijá-lo e dizer muitas e muitas vezes quanto o ama.

O casamento se torna inevitável, determinando uma mudança radical para o cobra. (...) A polvo também se transforma. Manter o território em ordem passa a ser sua maior preocupação, atitude que exige também do cobra. E ele, que jamais pensou nessas coisas, tem de colaborar com a ordem, a higiene e até com a beleza de seu território.

O que talvez o cobra nem suspeite é que tudo está escrito nos seus cromossomos, na sua genética. (...) nada lhe garante que a fêmea perpetuará seus genes, daí a necessidade biológica de mantê-la sob seu poder. Já para a fêmea, a descendência está assegurada mesmo que ela tenha filhos de vários pais. Para atrair o macho, ela precisa ter quadris largos que agasalhem bem a gravidez, seios fartos para alimentar os filhos dele e beleza, gerando belos machos que, por sua vez, atrairão suas fêmeas.

Mas, como a natureza deu ao homem o instinto da autopreservação, ele primeiro satisfaz as próprias necessidades e desejos para depois pensar na perpetuação da espécie. Primeiro o sexo, depois a paternidade. O que o cobra não sabe é que ele, que se sente tão conquistador, foi na verdade atraído pela fêmea no cio.

Quanto à polvo, talvez não imagine quanto ela se torna sexualmente atraente pela inundação do estrogênio, o hormônio que a leva para o cio. Sua pele fica mais sedosa, seus cabelos mais exuberantes, seus lábios mais carnudos. Ela escolhe trajes minúsculos, berrantes e ousados, que cobrem o mínimo possível de sua pele. Seus movimentos se tornam ondulantes, seus seios ficam mais cheios e pulam para fora de tudo o que é usado para controlá-los. Até sua voz fica mais sedutora – tudo determinado pelos cromossomos, para demonstrar como ela pode agasalhar bem os genes de um macho. E eles que se cuidem, pois são escolhidos conforme sua capacidade de prover e proteger bem as fêmeas e seus filhos, garantindo sua sobrevivência. Portanto, é preciso ter ombros largos, músculos fortes, boas mandíbulas, ar inteligente, olhar esperto e competitivo, até mesmo mostrar-se agressivo para se sobressair dos demais machos.

Mesmo que, após o cio, o óvulo não tenha sido fecundado (...) a mulher entra na fase da progesterona. É o preparo para a maternidade, que a torna menos receptiva ao macho. Quanto mais aumenta o nível de progesterona, mais as roupas cobrem o corpo e menos a fêmea permite a aproximação do sexo oposto. Ela fica avessa aos machos e pode tornar-se irritada, agressiva, depressiva e inchada. Dorme de costas para o companheiro - e ele, caso tente se aproximar, pode até levar um coice...

O cobra não tem o hormônio da paternidade, só o do reprodutor. Ele não entende nada do que está acontecendo. Dias atrás, ela até pulava em cima dele. Agora, sem que nada tenha acontecido, ela o rejeita.

No seu raciocínio de causa-efeito, ele logo conclui: ela só pode estar tendo um caso!

(...)Os cromossomos determinam a vida sexual de todos os animais, inclusive a dos seres humanos. Talvez a única diferença fundamental seja o "como somos" da espécie humana, que nos dá a racionalidade e, conseqüentemente, a inteligência, a criatividade e motivações muito diferentes das simplesmente biológicas. Assim, o "como somos" criou o amor, a espiritualização e a educação, transformando o simples ritual biológico do instinto sexual numa história de amor única e verdadeira para cada casal de amantes.

A propaganda enganosa fica por conta dos cromossomos, que continuam determinando novas atrações - que, por sua vez, o "como somos" teima em chamar de paixões, romances, idílios, galanteios, sonhos, devaneios...

O homem-cobra jura eterna fidelidade, enquanto seu instinto sexual o instiga a espalhar genes pelo mundo agora. A mulher-polvo promete" dar filhos ao seu homem", mas dificilmente os entrega...
(Içami Tiba in:Homem Cobra, Mulher Polvo)

domingo, 20 de janeiro de 2008

Quem nunca teve medo disso acontecer !!!???

deu no G1


IDOSO DE 81 ANOS ACORDA DURANTE O PRÓPRIO VELÓRIO

Um velhinho de 81 anos acordou no meio de seu próprio velório, para a surpresa de amigos e familiares que choravam sua morte na pequena cidade chilena de Angol, informa a imprensa local neste domingo (20).

Os familiares de Felisberto Carrasco pensavam que o velhinho estava morto porque o corpo dele estava frio e imóvel. Em vez de chamarem um médico para comprovar a morte, chamaram uma funerária que o levou vestido com sua melhor roupa para o velório.

"Não podia acreditar. Pensei que estava errado e fechei os olhos. Quando voltei a abri-los, meu tio estava me olhando. Comecei a chorar e corri para buscar alguma coisa para abrir o caixão" relatou Pedro Carrasco ao jornal Últimas Notícias.

Uma vez retirado do caixão, Felisberto disse que não sentia dor alguma e pediu um copo d'água. As rádios da cidade tiveram que retificar o anúncio da morte, que já havia sido divulgada.

100 anos___niemeyer


SAIBA COMO FAZER UM HOMEM FELIZ NA CAMA



Quando um homem quer agradar uma mulher na cama, sua tarefa principal é fazer com que ela aproveite, e na verdade não é uma tarefa fácil porque o prazer sexual das mulheres, em geral, costuma ser mais difuso e inclui muito mais variações que o dos homens.

Já o prazer sexual masculino é mais simples e muito menos romântico que o das mulheres. Um homem pode se sentir sexualmente estimulado desde qualquer ponto de sua pele, mas como todo mundo sabe, sua zona mais sensível são seus genitais.
Para agradar a um homem, ela não precisa de conhecimentos especiais nem propostas exóticas. Se quer conseguir que ele viva uma experiência inesquecível, há algumas coisas que precisa ter preparadas de antemão:


- Cozinhe algo especial, prático e que possa ser servido frio.

- Deixe por perto dois copos com a bebida preferida dele e a sua.

- Vista uma roupa que você sabe que ele gosta.

- Você pode dar-lhe um banho, ou tomar uma ducha junto com ele. Muitas pessoas preferem estar seguras da higiene do (a) parceiro (a) se vão ter relações íntimas. Faça-o lhe agradar mais.

- Decida de antemão o que vai fazer, se haverá ou não penetração. Se sua intenção é por em prática algum outro tipo de estimulação, tenha isso claro e não permita que ele tome a iniciativa em momento algum.

- Assuma também o método contraceptivo que usará. Camisinhas? Compre-as você e mantenha por perto para a hora que precisar.

- Lembre-se das coisas que ele costumar fazer em você e pense que a maioria das pessoas costuma beijar ou acariciar da maneira como gostaria que fizessem para elas.

- Avise-o, de alguma maneira, que uma surpresa agradável e particular o espera - já pensou se justamente neste dia ele resolve convidar uns amigos para visitarem vocês?

- Ainda que ele fique muito curioso, não dê a menor pista do que o espera. A surpresa é um ponto a favor.

SUAS ZONAS ERÓGENAS
(C E N S U R A D O )

SEJA CRIATIVA
Poucas coisas excitam tanto um homem como uma mulher criativa na cama. Invente coisas. Por exemplo, se você tem cabelos compridos, "chicoteie" as costas do parceiro com eles. Dê beijos com as pestanas na ponta do pênis. Passe uma pedrinha de gelo pelo peito dele, descendo devagar até o púbis. Acaricie os dedos dos pés e massageie os glúteos dele. Quando perceber que ele está muito excitado, pare e espere que baixe um pouco o tesão para continuar.

Busque novas posturas: alguns estudos indicam que os homens gostam mais do que as mulheres de mudar as posições. Leve-o ao orgasmo da maneira que você preferir. Se você decidir que será através da penetração, a posição mulher em cima é a mais adequada para que você controle os movimentos e para que veja, pelas expressões e pelos gestos dele, em que momento ele se encontra. Acelere ou retarde os movimentos conforme convenha a você.

Quando ele estiver satisfeito, não o toque, a maioria dos homens depois do orgasmo fica com a pele muito sensível e as carícias não agradam. Preferem abraços enérgicos. E então é o momento de servir o que você tiver preparado, comida ou bebida.

OS HOMENS FALAM
Uma pesquisa realizada nos Estados Unidos entre os homens pediu que eles respondessem à pergunta "O que uma mulher pode fazer para excitar você?". A maioria o fez de uma forma bastante convencional: luz tênue e música suave, perfume, roupa íntima sexy e lugares inusitados.

Ainda que alguns homens prefiram uma atmosfera de mistério ou fantasia, a maioria diz que o que mais excita é que a parceira se mostre receptiva e natural. Eles querem que a parceira:

- mostre seu carinho
- se interesse pelo que eles preferem
- tome a iniciativa
- se expresse de maneira clara
- mostre sua paixão com palavras ou gestos
- vista roupas excitantes (peças simples e sensuais, bodys e cinta-liga, minissaias ou saias mais longas com fendas, decotes, transparências)
- não vista roupas íntimas (nada de sutiã e calcinha).

100 anos___niemeyer


Por R$11,99

Peguei o barco pra sair navegando a toa e achei essa postagem onde o blogueiro mete a boca num rodízio de pizza...

Coincidência, mas sexta feira o povo da Prefeitura resolveu ir num rodízio de pizza que abriu bem ali em frente à PMM. Eu pessoalmente, apesar de amar pizza, não sou (era) muito fã de rodízio de pizza. Sem falar que esses dias fui numa badalada franquia de pizzaria que abriu num shopping aki em Maringá - PR, e achei uma m... Apesar disso passei a mão na Doida (???) e fomos pra lá.

Grata surpresa. De cara, o ambiente muito bom, bem família, estávamos em 12 pessoas e os garçons (e garçonetes), sempre muito solícitos, espertos e super-bem-humorados, prontamente juntaram mesas e cadeiras e tudo o mais necessário. Atendimento nota 1000.

Destaque também para a companhia. Além da Doida estavam a Sueli, o Wenderson com a patroa, a Paula com o patrão (kkkkkk), o Claudião e de fora da PMM a Aninha e o namorado e mais uma galera lá do oriente que eu não conheço.

Mas o que interessava era a pizza “em si” (Netinho esta de volta...). Muito, muito, muito boa (exceção para a portuguesa e destaque para a pizza de coração de frango). Massa fina, recheio abundante e saboroso, e os cara socando pizza no povo...fiquei até torto. Tinha pizza doce para a mulherada, e o rodízio ainda da direito a porção de frango a passarinho com batata-frita e polenta-frita e a sorvete a la vonte...(o que deve ter de ex-gordinho arrependido da cirurgia bariátrica!!!).

Mas o mais massa (trocadilho sútil) é que os caras tem umas garrafas de refri do tempo da Copa (Netinho de novo...), daí o Wenderson conseguiu divisar na geladeira dos caras uma Pepsi Cola (será que ganharei algum trocado por essa citação!!!???) com um rótulo que eu só tinha visto em filmes gringos (Netinho again...). O rótulo tava até meio apagado já...
Daí, num átimo, eu levantei e fui até o balcão e apontei ao suposto garçon: -Eu quero aquela Pepsi !!! Daí o cara pegou a garrafa e, de chofre, respondeu: -Toma, é sua, pode levar !!!
Era o dono do lugar...que sorte. Daí que vou colocar a garrafa na minha mesa lá na PMM como um troféu.

Então fica a sugestão e, a julgar pela fila na porta na hora em que fomos embora (e considerando que chovia copiosamente), não fui o único a ficar freguês do lugar.

MEGA PIZZA – Av. Duque de Caxias 121 (esq. Com Arthur Thomas) – 44 3025 5151 (será que ganharei algum rodízio por esse merchan...!!!???)

EU JÁ SABIA !!!



Uma pesquisa feita pela Universidade de Sheffield, no Reino Unido, traz uma péssima notícia para os palhaços: as crianças não gostam deles.

O objetivo do estudo era descobrir como melhorar a decoração da ala infantil de hospitais britânicos. Para surpresa dos pesquisadores, todos os 250 pacientes ouvidos, com idades entre 4 e 16 anos, declararam não gostar de palhaços. Muitos deles, inclusive os mais velhos, afirmaram que eles são "aterrorizantes" - e chegam a arrancar lágrimas dos baixinhos.

"Como adultos, fazemos suposições sobre o que funciona para as crianças", disse Penny Curtis, que dirigiu o estudo. "Descobrimos que palhaços são universalmente detestados por crianças. Elas acham que eles são assustadores e incompreensíveis."

100 anos___niemeyer


No coração do mundo


foto Bulla Jr.

“Quando eu cheguei e vi, fui dominado por um sentimento de que não era eu. Estava descrente de que minhas obras tinham chegado no coração do mundo. Era como se tratasse de outra pessoa. Foi difícil aceitar”, conta o artista plástico maringaense, Jorge Pedro.

Depois de vencer a 1ª Bienal Internacional de Sorocaba, realizada entre agosto e setembro do ano passado, o artista foi convidado a expor na conceituada galeria Century com três obras entre os dias 4 e 19 de janeiro, dividindo o espaço com outros 20 artistas. Foram vistas pelo público americano, "Paganini", "Música Silente" e "O sátiro de Michelangelo".

A exposição não foi divulgada antes porque Jorge Pedro não quis criar qualquer expectativa; nem nele, nem nas pessoas que o cercam. Calmo e simples como sua fala sempre pensada, o artista preferiu ir e conferir de perto. E ele viu uma cidade com enormes prédios abrigando mais de 500 galerias. Viu artistas disputando a atenção de apreciadores, compradores e especialistas. Viu o verdadeiro mercado de arte. No meio de tanta grandiosidade, como seria a recepção? Como conseguir ser visto?

“Fiquei pensando: estou na América do Sul, interior do mundo. Estou no Brasil, no meio da América do Sul. No Paraná, no interior do Brasil. Em Maringá, no interior do Paraná. Pensava que não estava conectado com o resto do Planeta, desvalorizando a minha produção por ter menos tecnologia ou informação. A minha surpresa foi que o trabalho local é a grande preferência do mundo hoje. Minha surpresa foi com a surpresa deles”, justifica Pedro.

Ele se refere ao fato de que o mercado está voltando os olhos para artistas que desenvolvem suas obras no local de origem, com os materiais que têm à mão. No caso do maringaense, madeira de demolição, ferro, réplicas de instrumentos musicais, entre outros. “Se estivesse em Nova York, nunca teria os materiais que encontro aqui”.

O artista diz que a exposição em Nova York é, até agora, somente uma marca em sua história pessoal. “Não me deslumbrei. Vi vários colegas, que estavam lá pela primeira vez, que estavam deslumbrados com aquilo. Eu tenho experiência o suficiente para ficar feliz com isso, mas não alimentar expectativas falsas. Não sou de lá. Estou lá e talvez não fique”, declara, seguro, tranqüilo.

“A maior dificuldade de um artista não é ser reconhecido lá fora e sim ser reconhecido em sua própria cidade. Meu objetivo era ter um trabalho reconhecido em Maringá e isso eu consegui”, destaca, satisfeito, o artista dono de uma modéstia que não se encontra muito por aí.

sábado, 19 de janeiro de 2008

100 anos___niemeyer


Austríaco é preso por fingir doenças para morar de graça em hospitais

Do G1

Um austríaco de 59 anos foi preso depois de passar os dois últimos anos vivendo de graça em hospitais do país. Ele fingia doenças e dores para conseguir as internações e, assim, fugir do aluguel.

O sujeito, que é desempregado há 21 anos, fingiu tantas doenças e problemas que conseguiu permanecer em 93 hospitais diferentes desde 2005, disse a polícia de Muerzzuschlag, em Styria, na Áustria.

Um médico do hospital de Muerzzuschlag ficou com a pulga atrás da orelha depois de não encontrar nada de errado com o paciente. Ele tinha sido levado à instituição alegando ter sofrido sérios traumas cranianos após uma queda.

O custo de seu golpe ao sistema de saúde austríaco foi estimado em mais de 100 mil euros (cerca de R$ 260 mil), de acordo com a polícia.

quarta-feira, 16 de janeiro de 2008

100 anos___niemeyer


Pontes Indestrutíveis_____chorão

Buscando um novo rumo que faça sentido
nesse mundo louco com o coração partido
Tomo cuidado para que os desequilibrados
não abalem minha fé pra eu enfrentar
com otimismo essa loucura

Os homens podem falar
mas os anjos podem voar
Quem é de verdade
sabe quem é de mentira.
Não menospreze o dever
que a consciência te impõe não
deixe pra depois valorize a vida

Resgate suas forças e se sinta bem,
rompendo a sombra da própria loucura.
Cuide de quem corre do seu lado
e quem te quer bem
Essa é a coisa mais pura

Fragmentos da realidade
estilo mundo cão,
tem gente que desanda
por falta de opção.
Toda fé que eu tenho
to ligado que ainda é pouco
Os bandidos de verdade
tão em Brasília tudo solto
Eu faço da dificuldade
a minha motivação
A volta por cima,
vem na continuação.
O que se leva dessa vida
é o que se vive o que se faz
Saber muito é muito pouco,
"Stay Will" estejam e paz.

O que importa é se sentir bem,
o que importa é fazer o bem
(...)

Difícil é entender
e viver no paraíso perdido
Mais não seja mais um iludido
Derrotado e sem juízo Então
(...)

Viver, viver e ser livre,
Saber dar valor para as coisas mais simples
Só o amor constrói pontes indestrutíveis.

100 anos___niemeyer


Semente___armandinho

Semente, semente, semente
Se não mente fale a verdade,
de que árvore você nasceu?
(...)

De onde veio? De onde apareceu?
Por que que o meu destino
é tão parecido com o seu?
Eu sou a terra, você minha semente
Na chuva a gente se entende,
é na chuva que a gente se entende.

Semente eu sei,
tem gente que ainda acredita
e aposta na força da vida
e busca um novo amanhecer
Lá vem o sol, e agora diga que sim
semente eu sou sua terra, semente
pode entrar em mim.

Se conseguir,
aquilo que você quer
e conseguir manter
a nobreza de ser quem tu é
tenha certeza
que vai nascer uma planta
que a flor vai ser
de esperança de amor
pro que der e vier.

100 anos___niemeyer

Posted by Picasa

segunda-feira, 14 de janeiro de 2008

BEBEDEIRA - PROBLEMAS, CAUSAS E SOLUÇÕES

do Blogulich

PROBLEMA: Pés frios e molhados.
CAUSA: Copo sendo segurado em ângulo incorreto.
SOLUÇÃO: Rode o copo de modo que a extremidade aberta esteja voltada para cima.

PROBLEMA: Pés quentes e molhados.
CAUSA: Você se mijou.
SOLUÇÃO: Vá se secar no banheiro mais próximo.

PROBLEMA: Cerveja estranhamente pálida e sem gosto.
CAUSA: O copo está vazio.
SOLUÇÃO: Compre outra cerveja.

PROBLEMA: A parede a sua frente está cheia de lâmpadas.
CAUSA: Você caiu de costas no chão.
SOLUÇÃO: Reposicione seu corpo a 90° do solo.

PROBLEMA: Sua boca está cheia de guimbas de cigarro.
CAUSA: Você caiu de cara no chão ou você reposicionou seu corpo a mais de 90° do solo e meteu a fuça no chão.
SOLUÇÃO: Reposicione seu corpo a 90° do solo.

PROBLEMA: Cerveja está sem gosto e a frente de sua camisa está molhada.
CAUSA: Boca não está aberta ou o copo não está sendo aplicado na parte correta do rosto.
SOLUÇÃO: Vá ao banheiro mais próximo e treine em frente a um espelho.

PROBLEMA: O chão está borrado.
CAUSA: Você esta olhando através do fundo de um copo vazio.
SOLUÇÃO: Compre outra cerveja.

PROBLEMA: O chão está se movendo.
CAUSA: Você está sendo carregado ou arrastado.
SOLUÇÃO: Procure saber se estão te levando para outro bar.

PROBLEMA: A sala ficou estranhamente escura.
CAUSA: O bar fechou.
SOLUÇÃO: Pergunte ao garçom o endereço de casa.

PROBLEMA: O motorista de taxi é um elefante cor-de-rosa.
CAUSA: Você bebeu demais.
SOLUÇÃO: Peça ao elefante para tocar pro hospital mais próximo.

PROBLEMA: Reflexo de caretas na água do vaso sanitário.
CAUSA: Você está tentando vomitar.
SOLUÇÃO: Pôr o dedo na garganta.

sábado, 12 de janeiro de 2008

sexta-feira, 11 de janeiro de 2008

A voz do povo...

Hômi qui bébi pinga i vivi na embriaguêis, cachorru qui comi ovo i mulé que dá a primera veiz, num tem dotô no mundo que tira o vicio dos treis !!!!

ou ainda

Cavalo que pula rodando e mulé que goza gritando num é defeito, é qualidade !!!

quinta-feira, 10 de janeiro de 2008

Na Sua Estante____pitty

Te vejo errando e isso não é pecado,
Exceto quando faz outra pessoa sangrar
Te vejo sonhando e isso dá medo
Perdido num mundo que não dá pra entrar
Você está saindo da minha vida
E parece que vai demorar
Se não souber voltar, ao menos mande notícias
'Cê acha que eu sou louco(a)
Mas tudo vai se encaixar

Tô aproveitando cada segundo
Antes que isso aqui vire uma tragédia

E não adianta nem me procurar
Em outros timbres, outros risos

Eu estava aqui o tempo todo
Só você não viu

Você tá sempre indo e vindo, tudo bem
Dessa vez eu já vesti minha armadura
E mesmo que nada funcione
Eu estarei de pé, de queixo erguido
Depois você me vê vermelho(a) e acha graça
Mas eu não ficaria bem na sua estante

Tô aproveitando cada segundo
Antes que isso aqui vire uma tragédia


Só por hoje não quero mais te ver
Só por hoje não vou tomar a minha dose de você
Cansei de chorar feridas que não se fecham, não se curam
E essa abstinência uma hora vai passar

MANUAL ANTI-BROXANTE___escrito por uma mulher

kkkk de novo...só no BLOGULICH mesmo mesmo !!!


COISAS QUE VOCÊ NUNCA DEVE DIZER NA CAMA PRA UMA MULHER


Membros da classe masculina, hoje estou aqui para dar uma mãozinha àquilo que, segundo alguns de suas espécies, vocês já fazem muito bem! Sim, sabemos que vocês são máquinas de sexo e gostam de falar - espertinho, eu sei que você conta tudo para os amigos, mas não é disso que estou falando.

Os homens gostam de falar na cama. Por vezes, inibem-se na dúvida se nós, mulheres, iremos ou não gostar de ouvir. Muitos preferem conter a vontade achando que não iremos gostar. Ledo engano, meus caros. Somos todas umas safadas, todas, incluindo as vossas mães. Mas seja lá a máquina de sexo que você for, é preciso não cair em deslizes ao sinal de que a parceira o deixou livre para falar. Você pode acabar cometendo pequenas-grandes gafes, irreversíveis. Sim, bobagens, bobagens, mas que fariam qualquer ser de cromossomo XX com um mínimo de bom gosto sexual vestir suas roupas e ir pra casa. Traduzindo: não façam mais as mulheres broxarem! E você, mulher, caso não se enquadre em algumas das alternativas abaixo, por favor, reveja os seus conceitos (recomponha-se!).

Portanto, machos-alfa, tentem seguir as cinco regrinhas básicas abaixo, Elas irão salvar sua noite ou, no mínimo, evitar que vocês se tornem personagens que irão causar gargalhadas ensurdecedoras nas rodinhas femininas – claro, nós também falamos, você não sabia?

1.“Ai, meu amor, tô ereto”

Meu, amor, tô ereto? Não, querido, o problema não é o “meu amor”. Meu amor é até legal se você já tiver um nível de sentimento, carinho. O problema é o ERETO!
Diga que está com tesão, que está duro! Não, não, não diga que o seu membro está duro! Membro são braços e pernas, e o que você tem embaixo do umbigo não anda, sapateia, nem tem polegar. Diga que está duro, apenas. Mas... Ereto??? Você não vai querer ser lembrado como o Homus Erectus da sua parceira. Até porque você até podia estar ereto, mas a essa altura, ela já broxou.

2.“Nossa, como você tá úmida”

Olhe bem pra sua amada deitada na cama e me responda: ela tem cara de toalha? Então, não diga mais que ela está úmida! Mulher não é lenço umedecido, além do mais, que cerimônia é essa? Na posição em que vocês estão não há mais espaço para cerimônias.
Seja direto: molhadinha, meladinha, excitada. Ou não fale nada e garanta a tão desejada “umidade” de sua donzela.

3.“Vem cá, preta”, “meu anjo, vem docinho, princesa linda”

Este é um caso de análise mais aprofundada. Vamos à primeira hipótese: ela é sua namorada e o apelido de vocês é “neném”. Ok. Pode até gemer neném em estéreo e acordar o prédio inteiro. Ela não vai broxar, porque é algo de vocês, ela está acostumada e até gosta. Segunda hipótese: ela não é sua namorada e vocês não tem nenhum apelidinho. Então, esqueça! Princesinha, meu chuchu, fofinha, fofoleti, bonequinha e outros inhas só vão torna-lo brega. Por favor, não mele o momento. Ela vai pensar que você chama todas assim. Imagine sua “bebezinha” no auge do prazer, ouvir um “vai, coelhinha!”. É broxa na certa!!!

4.“Seu mamilo é lindo”, variação, “sua auréola é linda”

Bem... Sem comentários

5.“vou te penetrar”

Primeiro: quem penetra é porque não foi convidado. Quem foi convidado, entra! Acredite, sua parceira não vai reclamar se você disse que quer meter, enfiar, até foder. Pode confiar. Agora, se você tentar penetrar, aí pode acabar sendo barrado na porta.
Segundo: será que você ainda não entendeu que não existe mulher santa e que toda essa sua educação pode ficar do lado de fora da festa?
Epa, mas também não precisa arrotar depois de comer!

ANÁLISE DA MÚSICA ÉGUINHA POCOTÓ



VOU MANDANDO UM BEIJINHO PRA FILINHA E PRA VOVÓ
- Observem a educação e o cavalheirismo com que MC Serginho começa a sua bela canção...

SÓ NÃO POSSO ESQUECER DA MINHA EGUINHA POCOTÓ
- E a forma com que ele é integrado a natureza, sendo incapaz de esquecer os animais que fizeram parte de sua infância...

POCOTÓ, POCOTÓ, POCOTÓ, POCOTÓ
- prestenção no ritmo! Prestenção!

MINHA POCOTÓ! POCOTÓ, POCOTÓ, POCOTÓ, POCOTÓ
- Quebra a seqüência com um "Minha Pocotó" e já encarreira de novo com este ritmo dançante;

MINHA EGUINHA POCOTÓ.
- Meça você, caro leitor, o saudosismo e a tristeza contida neste verso...

O JUMENTO E O CAVALINHO ELES NUNCA ANDAM SÓ
- Vejam como ele ressalta que os animais, ao contrario dos homens, são seres humanos com alguma humanidade e companheirismo...

QUANDO SAI (sic) PRA PASSEAR LEVAM A ÉGUA POCOTÓ,
- E que se importam mesmo com aqueles que não são seus parentes e semelhantes, convidando a pobre eguinha manca pra sair com eles...

POCOTÓ, POCOTÓ, POCOTÓ, POCOTÓ
- Olha ritmo! Olha o ritmo!!

MINHA EGUINHA POCOTÓ, POCOTÓ, POCOTÓ, POCOTÓ, POCOTÓ,
- O cara é um gênio! Prestenção! Prestenção!!!

MINHA EGUINHA POCOTÓ!
- "Minha Eguinha Pocotó"... Isso é pura poesia...

SOLTA A BATIDA AÊ CUMPADI,
- Veja que, em contra-ponto à relação dos animais, ele agora se dirige diretamente a um ser humano, pedindo auxílio ao DJ

DJ...SOLTA A BATIDA AÊ CUMPADI!!
- E, observe... O DJ não ajuda ele! Não solta direito a porra da Batida!

SOLTA!
- Olha a inignação dele! Ele insiste, mas o DJ, que se diz humano, diferentemente do Jumento e do Cavalinho, desconhece os conceitos de fraternidade e companheirismo.

Resumindo:

MC Serginho constrói, com uma simplicidade absurda, uma bela fábula onde ressalta a importância da fraternidade e companheirismo, mesmo para os seres diferentes de nós. Tudo isso representado pela figura do Jumento e do Cavalinho que, abstendo-se do medo do preconceito racial, convidam a Eguinha (manca) Pocotó pra sair com eles. Por outro lado MC Serginho, com uma crítica social comparável apenas aos grandes jornalistas deste século, como o grande Nelson Rodrigues, nos mostra que tais sentimentos não são mais experimentados em nossa sociedade, representando isso na imagem do seu DJ, humano, que lhe nega auxílio na hora do crescimento rítmico da música.
Eguinha Pocotó é um clássico da MPB que todas as nossas crianças devem ouvir, por nutrir importantes valores que ajudarão a morldar-lhes um carater baseado em princípios volorosos valorosos em suas vidas...